segunda-feira, 14 de março de 2011

De regresso

Cá estamos. Fisicamente a coisa vai, psicologicamente, vive-se um dia de cada vez!

O trauma é enorme e o medo de hospitais, que nunca tive, é gigante!

Confirma-se que tenho colo do útero incompetente, que não aguenta as gravidezes, e o nascimento prematuro da AJ é já prova disso. O Zé Pedro não teve tanta sorte, talvez porque a pouca diferença de tempo entre gravidezes, enfraqueceu ainda mais o colo do útero.

Daqui a dois anos posso engravidar, segundo o meu médico, mas terei sempre que fazer uma cerclage (coser o útero depois de engravidar) e ter uma gravidez de risco, em repouso. Hoje já pondero a hipótese de voltar a engravidar. A AJ tem que ter um irmão. O Zé Pedro, esse, estará para sempre na nossa memória!

3 comentários:

Pat disse...

A vida é assim mesmo: terrível e frustrante!! mas apenas para darmos verdadeiro valor às nossas vitórias!
É assim mesmo: um dia de cada vez! E fico feliz que essa ideia de nunca mais engravidares esteja a ser ultrapassada!
Já sabes: vou andando por aqui se precisares! Bjinhos

Phipas disse...

Beijos

Pat disse...

Como estão vocês?? Dá noticias. bjinhos