quarta-feira, 26 de maio de 2010

Saúde - Portugal presta melhores cuidados a bebés prematuros - RTP Noticias, Vídeo

Saúde - Portugal presta melhores cuidados a bebés prematuros - RTP Noticias, Vídeo

Um estudo europeu diz que Portugal é dos países da Europa que presta melhores cuidados a bebés prematuros. Ficamos felizes e comprovamos isso mesmo!

domingo, 23 de maio de 2010

Linda, linda, linda

A Ana João continua fantástica: gatinha com uma velocidade que ninguém a apanha e adoraria poder falar. Já diz papa, papá, mamã, bebé e "ato" (que desconfiamos ser gato) e passa o tempo a palrar qualquer que não conseguimos entender. Continua super simpática e sociável, vai a todos os colos e diz adeus aos pais com uma grande pinta. Adora comer, mas odeia adormecer (apesar de dormir muito bem)...
É uma miúda cinco estrelas... pergunto-me muitas vezes se será mérito nosso ou dela?

quarta-feira, 19 de maio de 2010

BEM-VINDA MARIA FILIPA

Nasceu a nossa querida Maria Filipa, filha da nossa Patrícia. Não sabemos ainda grandes pormenores, mas sabemos que mãe e filha estão bem e isso é o que mais interessa.
Maria Filipa, bem-vinda a este mundo. Depositamos em ti muita esperança para que construas o mundo um bocadinho melhor.
Patrícia, bem-vinda à maternidade. Agora vais perceber quando eu digo que não há nada melhor no mundo!
André, também não foste esquecido. O pai tem um papel importantíssimo nesta equação e sei que estás à altura de o cumprir.

Beijinhos a todos, estamos ansiosas por vos ver!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Três gatinhas!

Gatinhar já não tem segredos para a Ana João. Corre a casa toda o que se transformou num perigo... Além disso, quer trepar tudo o que está a jeito. Resultado? Ainda hoje na escola bateu com a cara numa cadeira...

terça-feira, 4 de maio de 2010

Dia da Mãe

Por cá, o dia da mãe foi assim, medieval!

Alta

A semana passada tivemos consulta dos 12 meses com o neonatologista, no Hospital de Abrantes. A AJ está óptima, cheia de bom aspecto e teve alta. Deu-me uma certa nostalgia ao pensar que não iria ver tão cedo as pessoas que estiveram ligadas aos primeiros 15 dias da nossa vida.
Antes de vir embora passei pela UCI de neonatologia: estavam lá mães e bebés! Veio-me uma lagriminha ao olho só de pensar em tudo o que ali passámos, aprendemos e tudo o que aquele espaço e aquelas pessoas foram para nós. É um misto de não querer lá voltar, mas de não poder viver sem passar por ali...
Foi ali que, mal ou bem, tudo começou, que nos conhecemos e foi ali que nos apaixonámos. Foi ali que a AJ mamou pela primeira vez, foi ali que lhe peguei pela primeira vez e foi ali que a vi ganhar forças para enfrentar o mundo gigante que a esperava cá fora. Foi ali que chorei a primeira vez pela minha filha e foi ali que aprendi o que é ser mãe. Foi ali que se desfizeram todas as minhas ideias sobre o momento de sonho que iria ser o conhecer a minha filha, mas foi também ali que aprendi que as crianças são mais fortes do que qualquer adulto. Foi ali que pensei que poderia perder a minha filha, mas foi também ali que ganhei uma filha para toda a vida.
Foi ali que aconteceu tudo...

Asma/alergias?

No sábado à noite apanhámos um susto: a AJ acordou a meio da noite (e ainda bem que chorou) com dificuldade em respirar. Ouvia-se mesmo ela a tentar respirar e percebia-se que não estava a conseguir muito bem.
Vestimo-nos imediatamente para ir com ela para o hospital, mas acabámos por não ir. Desentupimos-lhe o nariz, fizemos-lhe a bomba e acalmámo-la. Num instante ficou melhor e acabou por adormecer, connosco por perto claro.
Não sabemos ao certo o que era, mas parecia um ataque de asma. Com a feira quinhentista em Torres Novas, o feno andou pelo ar. Será asmática a minha filha ou terá muitas alergias? Não sabemos, mas o médico já não tinha alertado para essa possibilidade.

Gatinhar!!

Acho que é oficial: a AJ está agora a aprender a gatinhar. Não pára quieta no mesmo sítio: umas vezes vai a arrojar-se e outras já dá umas gatinhadelazitas. Ó Ana, com esta idade já era para ir directo para o andar, é que eu já estava convencida que tínhamos ultrapassado o problema dos pêlos dos gatos...

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Maminha

Ainda ontem estava a ler um artigo que dizia que é muito normal as mães de bebés prematuros não conseguirem amamentar. Tenho muito orgulho em mim e na minha pequenina, pois conseguimos prolongar a amamentação por um ano inteirinho. Eu consegui não perder o leite naqueles tempos difíceis do início e ela, apesar de no princípio ser complicado, percebeu que era importante, fez um esforço e rapidamente percebeu o quão bom era o miminho da maminha da mãe.
Agora já não mama e nem fez fitas para deixar a maminha. Está visto que não vício, era sim uma bela refeição!

Para a tia Patrícia

Desculpa, prometemos que não voltaremos a andar ansiosas com o nascimento da Maria Filipa. Tens que perceber que não passámos por essas últimas semanas...
Beijinhos, gostamos muito de vocês!!!