segunda-feira, 23 de março de 2009

Raiva

Não deveria ser necessário dizer a quem nos rodeia, que não nos podemos enervar. Deveria partir das pessoas esse cuidado. Não sei, digo eu, mas se calhar estou errada.
Ontem alguém, que supostamente deveria ser muito próximo, resolveu, como é costume, "vir para cima de mim" com conversas da treta, que me irritam e me dão vontade de chorar. Normalmente nem consigo responder grande coisa, pois a minha voz nem sai com tanta lágrima à mistura....
Mas a maternidade muda uma pessoa: a nossa "cria" está em primeiro lugar e vamos buscar forças, sabe-se lá onde, para a defendermos. Contra tudo e contra todos. Com apenas três frases, muito mal-encaradas, admito, arrumei a conversa. O mau ambiente ficou, mas rapidamente arranjei maneira de virar costas e vir embora. A mensagem deveria ter passado, mas há pessoas com dificuldade de compreensão.

Hoje o telefone voltou a tocar. O tema, esse, era o mesmo de ontem. A força voltou cá do fundo e voltei a meter a pessoa em questão no seu lugar: "Estou grávida. Se eu própria não tenho nada a ver com essas guerras estúpidas, muito menos a minha filha que ainda não nasceu. Não me vou enervar mesmo e por isso não quero mais conversas dessas". Com a tal dificuldade de compreensão, a pessoa ainda insitia no tema, mas eu levantei a voz e disse "NÃO, COMIGO, NÃO!"
Assim foi e assim será. Senti-me uma espécie de leoa a colocar-se entre a cria e o predador. Mas aí falamos de animais irracionais. É pena que nesta outra realidade, seja preciso verbalizar o que as pessoas deveriam saber de senso comum.

Citando o meu querido amigo Gentil, a quem dou cada vez mais razão: "Odeio pessoas"

7 comentários:

Pat disse...

Fazes muito bem em defender o teu território e cria com unhas e dentes, mas com calma 'tá? Não te prejudiques por gente e assuntos que pelos vistos não valem a pena!!
bjinho

Anokax disse...

é isso mesmo !! primeiro a Ana João! :)
O resto pouco interessa! ela está primeiro...tenho de fazer o mesmo...
Beijocas

Phipas disse...

conta até 100...eu por vezes n me lembro disso mas n custa nada tentar....

bjs

Phipas e Salvador

Anónimo disse...

Em vez de andares a enevar-te com "cenas" que não te dizem respeito, vai mas é ver o teu mail (minesvidal)

L.A.

Lipa disse...

fAZES MUIto bem em não dar importancia a coisas que te afectam. Primeiro as nossas filhas!

Sandra Veloso Silva disse...

Nervos à flor da pele nesta fase "NÃO". Quem quer marrar que marre contra as paredes. Contra ti nem pensar.

Saíste-te muito bem

Beijos à Ana João

Mãe-Te-Quer disse...

Há pessoas que adoram guerras e guerrilhas e, pior que isso, adoram envolver toda a gente...
Fazes muito bem em defender o teu território!
Força e paciência para aturar isso!
Beijinhos