terça-feira, 29 de dezembro de 2009

8 meses... já

A Aninhas faz hoje 8 meses. Como é que é possível o tempo passar tão depressa? Nestes 8 meses (os mais felizes da minha vida por sinal) aconteceram tantas coisas maravilhosas. A Ana nasceu e desde então, daquele bebé ainda a dever dias à barriga da mãe, passou a uma menina maravilhosa, super comunicativa e
atenta, esperta e espevitada.
Já tem dentes, já come peixe e carne, já adormece sozinha na cama, já palra, responde à nossa conversa, fala com as gatas, vira-se mas ainda não consegue sentar-se sozinha sem um empurrão, ri muito, come o pé, dorme 12 horas por noite (e com a creche vai ter que começar a acordar mais cedo... acho isso indecente), agarra nos livros que até parece que os está a ler, adora tomar banho, faz cocó sem dificuldade (achei que iam gostar de saber), etc, etc, etc.
É tão bom vê-los crescer...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Creche

Os pais tentaram mas não dá mais. Nem para os pais nem para a Aninhas. A Ana João tem mesmo que ir para a creche.. e vai para a creche onde trabalha a tia (irmã do pai). Sempre é mais fácil para os pais deixar lá a princesa. Começa segunda-feira, vai de manhã e eu fico lá para lhe dar o almoço. Depois logo se vê se a trago logo para casa ou se fica mais um bocadinho.
Acho que ela vai adorar estar rodeada de outros meninos, mas vai ficar furiosa quando a mandarem dormir a sesta. A Ana João odeia dormir a sesta!

O meu primeiro Natal

O primeiro Natal da Aninhas foi muito bom, rodeado de família e prendinhas. Tantas prendinhas para o piolho. A que ela mais gostou foi... do papel de embrulho!!!! É tão fácil mimar um bebé.

Quando vê que há festa a princesa foge do sono e é a última a adormecer. O pior foi o dia de Natal, em que andou rabugenta como eu nunca a tinha visto.

O primeiro Natal da Aninhas foi muito bom... mas o próximo vai ser, certamente, ainda melhor.

Boas festas para todos

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

1.º dente

Caros amigos, temos um dente...o primeiro dente. Ontem o pai descobriu que as mordidelas da aninhas já doem. Como ainda não está visível pusemos uma colher de metal na boca e "tlim", "tlim"...tivemos a confirmação. A verdade é que esta noite ela acordou, o que já não acontecia há muito tempo.Era, certamente, o dente a chatear!

Está tão grande a minha princesa!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Vacina gripe A

A Ana João levou na semana passada a primeira dose da vacina para a gripe A. Correu muito bem e não teve qualquer sintoma. Esperemos que assim continue!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Ana João, capa de revista

Pronto, não resisto a colocar aqui a capa de revista mais gira do mundo. Ontem de manhã acordei com a minha princesa na primeira página da revista Domingo, do Correio da Manhã. Já sabia que iria sair uma foto, mas quatro e duas delas em tamaho destaque, não esperava...

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Abdominais definidos

A minha filha já mostra ter uns belos abdominais: apesar de ainda não se sentar sozinha, de vez em quando já se consegue levantar quando está inclinada para trás. Tudo, com a força dos seus maravilhosos e elegantes abdominais.

Mediática

Para os que nunca viram a minha pincolha (porque eu não gosto de colocar aqui fotografias da minha menina), terão possibilidade de a conhecer na revista de domingo do Correio da Manhã. Pelo menos acho que é já este domingo. A mãe não disse nada com jeito, mas a filha ficou bonita nas fotos!

Vacina gripe A

O médico da AJ aconselha a vacina para a gripe A. Não podemos esquecer que, apesar de não ter tido qualquer problema respiratório, a Ana nasceu prematura. À pergunta se a vacina é 100 por cento segura, a médico respondeu: "Isso nem a água, mas pesando os riscos das duas coisas (vacina ou gripe), ganha a vacina".
O médico disse também que ela pode tomar já a vacina, mas se está em casa, não será tão necessário. Disse mesmo foi para lha dar 3 semanas antes de ir para a creche (eu não sei se ela vai em Janeiro. Eu não queria, mas se for a única solução de arranjar uma vaga para o próximo ano, terá que ir).

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Para mais tarde recordar


3 meses
: começou a sorrir e dormir a noite toda. Começou também a deitar-se mais cedo e a acabar com os serões de berros (hoje sabemos o que é estar no sofá a ver televisão). Descobriu as mãos.

4 meses: Começou a segurar bem a cabeça, a agarrar em objectos e a gargalhar. Mesmo no final dos 4 meses passou para o seu quartinho e para a nova caminha de grades.

5 meses: Começou a comer sopa, fruta e papa. A mama passou a ser só três vezes por dia e em menos quantidade. As refeições passaram a ser mais espaçadas. Já percebe que os pais se ausentam e não gosta. Descobriu os maravilhosos cabelos da mãe....e com tanta força que ela descobriu! Se já palrava muito, nesta fase começou a desenvolver grandes conversas.

6 meses: começou a comer carne. Pouco mais há por dizer por agora.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

linda

Que desnaturada sou ou ando, pelo menos com o meu blogue. A nossa vida continua maravilhosa. A Ana João faz seis meses na quinta-feira e está cada vez mais linda. Eu, pelo menos, acho. Neste momento come sopa e fruta ao jantar e papa ao lanche. Mais dia, menos dia, começa a comer outra sopa, já com carne.
Lembram-se das birras iniciais para comer? Isso acabou. Adora sopa, adora fruta e adora papa. Só se chateia se a mãe se demora a dar mais uma colher.
O pai já acabou a licença e a mãe agora está de férias, talvez umas quatro semanas. Sim, eu ainda não tinha tido férias este ano. Depois fica o pai de férias e até ao final de Novembro a princesa tem companhia em casa.
Quanto ao desenvolvimento da aninhas, está tudo a correr muito bem. É uma simpática, super atenta e muito tranquila. Fala que se farta, mexe em tudo e tudo vai à boca. Mais uns dias e começa a sentar sozinha.
As noites: lembram-se que aos três meses começou a dormir a noite toda. Aos quatro meses e meio, quando eu fui trabalhar, começou a acordar de vez em quando. Na semana passada associei que as noites mal dormidas voltaram quando eu comecei a beber um café por dia. Pois é, larguei o café e o sossego está de volta. AMO A MINHA FILHA!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Segunda sopa

A segunda sopa correu muito melhor: comeu mais, choramingou menos, mas sujou-se o mesmo. É linda a pirralhita!

A primeira sopa

O dia de ontem foi muito importante lá em casa: a princesa experimentou uma sopinha feita pelo pai e uma pecinha de fruta. A primeira reacção da princesinha foi estranhar da sopinha, mas depois lá entranhou. Chorou bastante de início, mas depois descobriu que se mamasse na colher (sim porque ela ainda só sabe mamar) conseguiria levar alguma coisa esquisita à boca. A primeira refeição sólida foi assim uma coisa entre o choro e uns momentos de comer efectivamente.
Mas o melhor veio a seguir: a bananinha. Adorou e aí só chorava se a mãe se atrasava a encher de novo a colher. Hoje vamos para a segunda tentativa... isto com o tempo vai lé. Ela vai gostar é da papinha que a mãe lhe vai dar daqui a 15 dias.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Sono

Perguntei ao médico qual a sua teoria para o adormecer da Ana João. Disse-lhe que há dias em que adormece sozinha e outros que nem por isso (especialmente durante o dia) e quis saber se ele era favorável à teoria do deixa chorar.
Eu adoro o nosso médico. Como ele diz, gosto dele porque me faz as vontades todas.
O Dr. V. disse que, como ela dorme bem, o único problema de não adormecer sozinha é para os pais, já que se torna mais cansativo. Recusou qualquer teoria do choro, pelo menos para mim, que não estou disposta a passar por isso: "Se ela dorme bem, para quê comprar uma guerra". Ora isso é que é falar

Sopinha

A Ana João foi hoje ao médico. Está óptima, maravilhosa e vai começar a comer. Primeiro vai introduzir uma sopinha de legumes ao jantar e uma frutinha. Quando tiver 5 meses e meio vai instroduzir uma papa ao almoço ou ao lanche. Aos seis meses introduz mais uma sopa (ficando com três refeições sólidas) e carne. O peixe virá aos 7 meses. Entretanto, voltaremos ao médico para saber como fazer a partir daí.
Estou tão feliz, desejosa para mais esta etapa. Vai começar a ser mais trabalhoso, é certo, mas a evolução é mesmo assim.
Vai ser lindo, só sopa a voar pela cozinha!!!

PARABÉEENS

Esta mensagem é para a Tia P. Estamos muito felizes... yupiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Beijinhos, beijinhos, beijinhos

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Música

No domingo fomos a um ateliê de música para bebés. Eu estava com medo que ela chorasse...qual quê, a meio adormeceu que nem um anjinho. É tão pincolha ainda a minha bebé.

5 meses

A minha filhota está giríssima. Ri muito, sorri ainda mais e palra imenso. Sabem o que isto quer dizer? Que já faz terça-feira 5 meses...

Evolução

Depois de uma semana difícil, voltámos a dormir a noite toda. Obrigada Aninhas.
Para que fique registado, esta noite (24 para 25 de Setembro de 2009) a Ana João dormiu pela primeira vez no seu quarto. Nós estão ligeiramente constipados e, como tal, a aninhas foi dormir sozinha para evitar contágios.
Eu já andava a preparar-me psicologicamente para a mudança. Assim até custou menos.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

O sono da princesa

À noite a princesa já começa a adormecer sozinha. Foi tudo uma questão de rotina: toma banho antes da mamada das 20h30, 21h, fica um bocadinho ao colinho na conversa e então vai para a cama. Ouve uma história e ri-se imenso (especialmente com a pequena lebre castanha do livro "Adivinha quanto eu gosto de ti"). Depois apagamos a luz, deixamos apenas o fantasminha de companhia, e damos-lhe o doodoo a tocar e um grande beijinho na testa. Depois de um "até amanhã linda" muito meiguinho, a Ana João refila e fala um bocadinho, dá umas trincas no doodoo (pobre doodoo) e dorme lindamente!

Durante o dia a coisa é diferente. Não conseguimos ainda criar uma rotina de sestas, por isso ainda não foi fácil deixá-la na cama sozinha para dormir. Mas havemos de lá chegar, é tudo uma questão de tempo, calma e muita paciência.

Esta semana a princesa resolveu interromper um mês inteiro de 9 horas de sono por noite, em média. Anda numa de acordar às 3h45 para pestiscar qualquer coisa. Eu ando a ver qual o melhor método para que ela volte a dormir toda a noite. Acho que depois de começar a comer, volta certamente. O leitinho já não a deve satisfazer a 100 por cento, mas até ver continua exclusivamente a leite materno.

domingo, 13 de setembro de 2009

Parabéns a nós


No dia 4 de Setembro este blogue fez um ano de vida. Fantástico. Começámos com o objectivo de narrar a minha vida desde que decidi engravidar, até se concretizar. Aqui estou, um ano depois, com uma linda filha de 4 meses. E feliz....muito feliz.

Adormeceu

Hoje adormeceu sozinha na caminha... mas depois de uma hora a lutar contra o sono. Esteve entretida com as mãos e ao som do seu doodoo e acabou por se deixar dormir. Vês aninhas, tem que ser sempre assim (e pensar que nos dois primeiros meses de vida era assim).

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Regresso ao trabalho

Hoje foi o dia... voltei ao trabalho e a pequenina ficou com pai, naquele que foi o primeiro dia de um mês inteiro de namoro entre os dois. Como continua a alimentar-se exclusivamente de mama, tive que vir a casa de três em três horas... foi óptimo!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Hora de deitar

A Ana João, como já disse várias vezes, dorme as noites todas. No entanto, não adormece sozinha na cama. Precisa sempre dos pais por perto e, de preferência, de colinho. Até ao momento não me preocupei muito com isso, mas agora começo a achar que devo educá-la para adormecer sozinha. Custa tanto deixá-la na cama a chorar.... será que essa é a única maneira da Aninhas aprender?

Riso

No dia em que fez quatro meses, no sábado, a AJ dobrou o riso pela primeira vez e brincou, voluntariamente, com as mãos. Passo a passo, apaixono-me cada vez pela minha princesa!

domingo, 23 de agosto de 2009

Noites, belas noites

Até tenho medo de dizer isto, mas continuam as noites de oito, nove horas... A minha princesa é um máximo!

sábado, 15 de agosto de 2009

Fim da licença

Quem é que há-de ir trabalhar daqui a três semanas? É verdade, a minha licença acaba a 5 de Setembro. Depois fica o pai com a princesa até dia 5 de Outubro e eu vou tentar tirar férias (ainda tenho direito a 25 dias) depois do pai.
Depois então ficaremos com a princesa, de manhã a mãe, à tarde o pai, a nossa princesa vai ficar uns tempos connosco. É muito pequenina para ir para a creche...

Aninhas mais linda

Há quanto tempo... Eu e a Aninhas estivemos de férias e por isso só agora vos trago novidades. O tempo passou por nós: a minha princesa está neste momento com três meses e meio, 58 cm e 5415 Kg (nem parece prematura), o que significa que está no percentil 25 em qualquer uma das variáveis (em idade corrigida - ou seja, o tempo que ela teria se tivesse nascido de 40 semanas - está no percentil 75). Fomos na quarta-feira ao médico que a acompanha desde que nasceu (o neonatologista) e vamos continuar apenas a leite materno (sem qualquer suplemento, pois ainda não foi necessário) até aos 5 meses. Aí começará a introdução de outros alimentos.
De resto, a princesa está linda: super atenta, com uns olhos esbugalhados de quem não deixa escapar nada, com umas bochechas lindas e um sorriso fácil. Só quer é conversa e, melhor que tudo, dorme em média 9 horas por noite!! Quem é que se pode queixar? É uma princesa e uma companheirona e se sai ao pai fisicamente, é igual à mãe dela no gosto pelo passeio. Nada melhor que dar uma voltinha por aí, para a AJ ficar contente.
Já foi à praia e molhou os pés. Nem vale a pena dizer que adorou: deitada na sua toalha, passou o tempo a ver as gaivotas voar e deliciou-se com a água fresquinha do mar, a bater-lhe nos pés. Claro que isto tudo entre as 18 e as 20 horas.

Resumindo, estamos muito felizes e a curtir muito a parentalidade.

domingo, 19 de julho de 2009

Esta noite...

...esteve sete horas sem comer!! Que maravilha... Comeu à meis-noite e só voltou a comer às sete. Consegui dormir seis horas seguidas, uma vitória para os dias que correm!

sábado, 18 de julho de 2009

Aninhas

Há tanto tempo que não dou notícias. Aqui vão: A AJ está óptima, já está quase nos 5 quilos, está gordinha e bem crescidinha. Este mês começou a sorrir a sério, sem ser apenas aqueles sorrisos incoscientes que fazia enquanto dormia. À noite já está sempre 4 ou 5 horas sem comer, o que para mim é óptimo.
O pêlo com que nasceu já praticamente desapareceu, mas as manchinhas vermelhas continuam. Está cada vez mais vivaça, mais atenta e mais companheirona. Continua só a leite materno, o que é óptimo. Adora tomar banhinho e quando leva as vacinas chora só no momento da picada e logo se cala. Nas vacinas que levou aos dois meses, nem fez qualquer reacção. É uma resistente a minha princesa.
Adora música e dorme em qualquer lado... especialmente se estiver no sling da mãe. Em julho tivemos um casamento (no qual foi menina das alianças)e fartou-se de dançar com mãe se refilar. Fomos também três vezes às festas da cidade, ver três concertos e ela nem piou...
Tenho muita sorte com a minha princesa. É linda e companheira...

domingo, 28 de junho de 2009

Vacinas

A nossa princesa está óptima. Já chegou aos 4 KG (continua apenas a leite materno que, pelos vistos, chega muito bem para as necessidades) e faz amanhã dois mesinhos. Está linda e super atenta, com uns olhos super expressivos e um sorriso agora mais fácil.
Ontem separei-me dela por umas horas e não imaginam o que me custou sair de casa. Tive uma despedida de solteira (e que despedida!!!) e ela ficou com o pai. Não foi fácil sair de casa, mas depois de dar essa passo passei muito bem a noite. Tenho que me ir habituando.
Terça-feira a princesa vai às vacinas dos dois meses. Coitadinha...não me está nada a apetecer ouvi-la berrar! Nas primeiras vacinas, que tomou ainda no hospital, deixei-a no quarto com as enfermeiras e fui dar uma volta, mas terça-feira não tenho essa sorte...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Oi

Hoje estamos muito cansadas. O fim-de-semana foi de loucos (houve tempo para um casamento, um baptizado e uma festa de anos) e como não dormimos uma noite inteira há muito tempo, ainda não deu para recuperar.
A Aninhas continua maravilhosa: com aproximadamente 3.700 kg e bem compridona, está cada vez mais linda. Ao que parece, sai ao pai. Eu não tenho grande jeito para ver parecenças, mas é o que toda a gente diz. No feitio ainda não conseguimos perceber, mas sai a quem sair terá a sua personalidadezita!!!
O calor nesta terra (se bem que hoje está muito melhor) está impossível e mal nos deixa sair à rua. Fomos agora mesmo dar um passeio de sling, para ela adormecer, mas voltámos logo para casa.

Cada dia que passa vejo como ser mãe é das melhores coisas do mundo. Quero outro!!!

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Estamos óptimas

Hoje deveria ser o grande dia. Dia 15 de Junho de 2009 era a nossa DPP, mas a minha princesa, como sabem, resolveu vir mais cedo e já tem um mês e três semanas.
Nós estamos muito bem: a Ana João já pesa 3380 Kg e tem umas perninhas bem gordinhas. Parece que acabou de nascer (apesar de já ter tanto tempo). Já dorme menos e está cada vez mais atenta.
As cólicas têm sido o maior problema, mas já descobrimos qual a melhor forma de lidar com aqueles grandes crises de dor: um passeio no sling. É remédio santo. À noite não dá tanto jeito, mas as massagens também ajudam.
A roupa de prematuro já está guardada porque já não lhe serve. A roupa gira que tem ainda é grande e muito descascada para a pincolha da minha princesa. Estamos a lidar com um problema de guarda roupa, mas também não é isso que nos incomoda.
A nossa vida está óptima: comemos, dormimos, passeamos e "namoramos"! Nem quero imaginar que um dia tenho que regressar ao trabalho, mas não vale a pena pensar no assunto.
O que fazer a partir de Outubro é outra das nossas preocupações: vai para uma creche com apenas cinco meses ou eu e o pai tentamos organizar a nossa vida de forma a conseguirmos estar com ela no primeiro e meio de vida? Era o indicado e cada vez mais penso que será a melhor hipótese. Temos uns dias para decidir.
A nossa vida social já está mais normalizada: já recebemos visitas e já saímos de casa. A mãe já não dá tanto em doida e a Ana João já não corre o risco de "apanhar ácaros" de estar tanto tempo fechada em casa!!!
Resumindo, a vida é muito boa e ser mãe é melhor ainda!

terça-feira, 2 de junho de 2009

Futuro

Durante sete meses relatei aqui o dia a dia da minha gravidez. Falei da minha e acompanhei a evolução de outras gravidezes como se fosse a minha. O tempo está a chegar ao fim: a minha antecipou-se, é certo, mas se ainda estivesse grávida, estaria a chegar a altura. Já nasceu a AJ, já nasceu a Matilde, já deve ter nascido o João Miguel e estará por dias o nascimento do Santiago e do Salvador. Falo nestes lindos meninos porque, por uma questão de proximidade temporal, foi os que acompanhei mais de perto. Mas o mesmo se passa com todos aqueles que me acompanharam e que eu acompanhei.
É estranho e deixa-me umas saudades imensas da minha barriga, das nossas barrigas, e das experiências que, apesar de não nos conhecermos, passámos juntas. Questiono-me agora sobre se valerá a pena continuar por aqui. O nome do blogue está já desactualizado e o meu tempo não será o mesmo de outrora. Além disso, não sei se fará sentido?
Vocês continuarão por aqui? Se sim, ficarei para viver convosco a evolução dos nossos pequenos. Se não, não me apetece continuar sozinha e ter que começar tudo de novo. A vocês já vos conheço...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Peso

Fomos ao peso esta tarde: a Aninhas está com 2480Kg. Já pôs 440 gramas nestas duas últimas semanas em que viemos para casa. Recordo que nasceu com 2200, mas perdeu muito nos primeiros dias de vida, até ao 1.800Kg. Estamos a recuperar...me aguardem!!!

domingo, 24 de maio de 2009

Aninhas na maior

Por aqui está tudo óptimo: a Ana João continua a meter peso diariamente e já se nota maior e mais gordinha. Cada vez está mais tempo acordada, com uns olhos expressivos de fazer inveja a muitas miúdas. O cabelinho (a aninhas nasceu com algum cabelinho e pêlo que ainda não tinha tido tempo de cair) está a ficar mais ralo e ela cada vez mais clarinha.
Tem algumas cólicas, mas nada que os pais não resolvam com muito mimo e massagens na barriguinha. Até agora a Ana João tem estado sempre nos dois quartos (de noite no dos pais e durante o dia no dela). Ontem ao serão, como não conseguia dormir, esteve com os pais na sala a ver um filme...
A amamentação está a correr muito bem: come de três em três horas, mas muitas das vezes somos nós que a temos que acordar. De noite dorme, quando não tem fome mais cedo, de quatro em quatro horas.
Adora tomar banhinho e andar no sling (já demos umas voltas aqui por casa).
Amanhã a Ana João faria 37 semanas de gestação... se nascesse a partir de amanhã deixaria de ser prematura, mas até agora ainda seria, no entanto sexta-feira que vem já faz um mês de vida. O tempo passa mesmo rápido.
Terça-feira voltamos ao centro de saúde para a pesar (se bem que a tenho pesado diariamente em casa) e no dia 1 de Junho, temos consulta com no hospital de Abrantes, com o neonatoligista que a acompanhou. Pode ser que ele nos diga que já podemos dar umas voltinhas.

domingo, 17 de maio de 2009

Maravilhosas

Antes de mais quero pedir desculpa pela falta de noticias, mas o tempo agora é mais curto. Nós continuamos óptimas as duas. A mãe está de novo magrinha e a AJ está cada vez mais rechonchudinha. Já tem umas bochechas muito apetecíveis para dar beijocas e uns dedinhos cada vez mais gordinhos. É sinal que o leitinho da mãe é do bom..
Na sexta-feira fomos ao centro de saúde para pesar a pequena, que entretanto foi vista pela médica de família. Pesava, na balança do centro, 2040 kg (o mesmo que na terça-feira na balança do hospital). Um valor a não ligar, uma vez que as balanças diferem muito entre si. Terça-feira regressamos ao centro para ver a evolução da reguila.
A médica disse para até lá eu testar dar só mama à criança (como vos disse ela estava a mamar e ainda a beber suplemento de leito materno por biberão). Estamos desde sexta só com mama (e ela mama cada vez melhor) e aguenta sempre as três horas sem pedir mais.
Quarta-feira (para que a mãe não se canse de estar sempre em casa) temos que ir a Abrantes fazer duas ecos (marcadas pelo neonatologista que a acompanhou): uma à cabeça e outra às ancas (porque esteve sentada todo o tempo). No dia 1 de Junho temos consulta no hospital de Abrantes com o mesmo médico. Recordo que no dia 1 ainda era suposto a pequena não ter nascido... apressada ela!!!
Ela está cada vez mais desperta, mais atenta e mais vivaça. Tem uns olhos super expressivos e cada vez os mantém mais tempo abertos. Não é por ser minha filha (!!!), mas a miúda é mesmo linda e perfeitinha!!!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Home sweet home

Olá, estou de regresso a casa. Na terça-feira, pelas 18 horas o médico mandou-nos para casa. Desde então estou em fase de organização e agora sim começo a ter uns momentos para respirar. O primeiro dia em casa não foi fácil, mas agora com as rotinas instaladas, tudo se torna mais mecanizado e mais simples. O pior mesmo são as noites. Como a Ana João é muito pequenina (nova querem eles dizer) tenho que a acordar de 3 em 3 horas para comer (QUERO DORMIIIIIR). Quando será que a posso deixar dormir até ela ter realmente fome???
Amanhã vamos ao centro de saúde, para pesar a pequena. Temos que ver se continua a crescer como quando saiu do hospital. Quero ver se lá me esclarecem algumas dúvidas sobre a alimentação. Neste momento a minha menina está a mamar e ainda a beber um suplemento (leite materno)... se passasse só a uma coisa já era bom, sempre tornava as horas das mamadas mais curtas e podíamos dormir mais os três.

A nossa vida tem sido assim: comer, dormir e mimos. Alguém pode querer melhor?

terça-feira, 12 de maio de 2009

Já tenho a escola toda

Esta temporada no hospital (recordo que faz amanhã 15 dias que aqui estou enfiada) traz algumas vantagens, a maior das quais eu sair daqui com a escola toda. Os enfermeiros já devem estar fartos de mim, porque estou sempre a fazer perguntas, mas tenho a certeza que quando for para casa não levo um terço das dúvidas que levaria se saísse directa da maternidade para o ninho. Sou já muito independente a tomar conta da minha princesa e pró em perceber se bebeu o suficiente, se tem cólicas e como as devo resolver, as variadas e melhores formas de dar de mamar, etc.
Posso sair daqui meio doida, mas saio com a escola toda sem dúvida.

domingo, 10 de maio de 2009

Cama

Ontem falei com o grande aqui da neonatologia. Disse-me que queria que a minha princesa aqui estivesse mais uns dias, para que ganhasse peso. "Vamos ver se até sexta tem alta", disse. Com este panorama, meti mãos à bagagem e fui até casa passar a noite, deixando a criança entregue ao simpático enfermeiro J. Dormi 9 horas (o que para mim aqui é muito) na melhor cama e almofada do mundo e com a melhor companhia que eu poderia ter. Só acordei uma vez a meio da noite, agarrada ao braço do pai, a sonhar que era a Ana João e que eu não lhe conseguia encontrar a cara. Quem sofreu foi o pai! Só lá faltava mesmo a princesa mais linda do mundo!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Ana João já é cidadã

Hoje fui registar a minha menina. Dirigi-me ao gabinete "Nascer Cidadão", no piso da maternidade de Abrantes e em dez minutos a minha menina já existe e já tem um número de BI. Assim que ela se conseguir aguentar hirta e com os olhinhos abertos mais tempo, vamos tirar o cartão do cidadão.

Ana João e a prisão da mãe

Olá, cá estamos nós. Continuamos no serviço de neonatologia do Hospital de Abrantes, onde continuamos a ser paparicadas por tudo e todos. Ontem acordei com uma boa notícia: "Mamã, vá buscar a roupinha, porque a Ana João vai para o berço".. É verdade, a minha princesa já saiu da incubadora e está desde ontem de manhã no berço.
Já hoje dois médicos me deram a entender que a alta estará por dias, mas eu não quero ter esperanças. Até porque também não quero que ela saia sem estar mesmo, mesmo, bem. Um deles disse para outra médica que a continuar assim, quando fizer 35 semanas (na próxima segunda) poderá ir para casa. Eu não disse nada. Fingi mesmo que não ouvi.
Mais tarde, outro médico perguntou-me: "Quando é que vai para casa?", ao que eu respondi que não queria saber. Ao que ele respondeu: "Já não deverá faltar muito"...

A alta da Ana João é um dos momentos mais desejados da minha vida: apesar de querer que ela só saia daqui quando estiver bem, por outro lado começo a estar esgotada desta situação. Entrei neste hospital na quarta-feira, 29 de Abril, pelas 18 horas e ainda aqui estou... as saídas, essas, contam-se pelos dedos: no sábado passado (como ainda não amamentava) fui dormir a casa e depois disso as saídas resumem-se a dois jantares fora com o pai e a tarde de hoje, em que entre duas mamadas fui ao centro de Abrantes. Como ainda não sei se posso conduzir, estou limitada às vindas do pai para sair daqui.
Hoje à tarde é que eu percebi bem o estado em que estou: não sei o que se passa no mundo à minha volta e não tenho qualquer assunto de conversa a não ser hospitais, médicos e as grandes aprendizagens que tenho tido sobre fraldas, cólicas, técnicas de arrotar, entre outras. Estou pálida de mais e senti-me deslocada do mundo exterior.Tive a sensação de que tudo estava diferente e eu isolada dessa evolução nesta grande prisão.

No hospital conheço os médicos, enfermeiros, auxiliares e funcionários todos. Quase todos já me conhecem. Conheço os métodos das trocas de turnos, já dou explicações aos que vão chegando sobre o modo de funcionamento disto. Todos me perguntam pela criança, todos sabem porque aqui estou. Enfim... a minha vida congelou e espero sair daqui para voltar a vivê-la.

Amo a minha menina, por ela faço tudo... prova maior não lhe poderia dar.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Evolução

Olá caras amigas. Aqui estou eu para vos dar mais notícias. Continuamos na neonatologia do Hospital de Abrantes (e aqui faço já a maior das homenagens a toda a equipa que acolheu e continua a acolher a minha princesa - médicos, enfermeiros, auxiliares: têm sido todos fantásticos e eu não sei como lhes agradecer o que estão a fazer pela AJ).

A minha menina está melhor a cada dia que passa. Ontem teve que fazer umas luzinhas, porque estava amarelita, mas até nisso está melhor e já deixou o solário.

De resto, os médicos são unânimes em dizer que ela é uma mulher e pêras e que está óptima. Não me dão muitas ideias sobre quando a ida para casa, mas eu também não quero saber. Quero é que ela esteja bem quando formos.
Unânimes são também em dizer que vamos passar umas boas noites sem dormir, pois "ela tem muita vitalidade" e que ela é muito reguila e será muito esperta e desenvolvida. Lá acham que se já é assim tão pequenina, quanto fará quando crescer. Venha ela...

Ontem foi um dia de muita evolução na nossa relação mãe-filha: começou a mamar (vamos aos poucos porque para já ela tem mais facilidade em beber o meu leite pelo biberão), as fraldas são já tarefa unicamente minha, bem como o banho. Como os meus afrontamentos ainda não terminaram, hoje ia dando banho de água gelada à minha pequena...o que vale é que a enfermeira pôs a mão primeiro!
Nada que não se resolva... O que interessa mesmo é que eu sou a mulher mais feliz do mundo e que estou a adorar ser mãe.

sábado, 2 de maio de 2009

sou mãe

Olá minhas caras companheiras de viagem.. agora sou mesmo eu que vos escrevo. Já tive alta da maternidade e agora estou na pediatria, pertinho da minha princesa. Como o pai já vos contou - e muito bem - a nossa princesa fartou-se da barriga da mãe e resolveu nascer com apenas 33 semanas. Mas não foram umas 33 semanas quaisquer: com 2.200kg e uns pulmões já muito bem desenvolvidos, em pouco tempo a nossa menina já não precisa de ajuda para respirar.
Está óptima e ao que parece já não precisamos de nos preocupar assim muito (pelo menos tanto como estávamos). Claro que terá que estar por aqui mais uns dias, até crescer mais qualquer coisa e se confirmar que está bem.

Só vos quero dizer uma coisa, especialmente às que, tal como eu, são mães de primeira viagem. É a melhor coisa do mundo e não custa nada ser mãe. E sou eu que vos digo, que tive uma cesariana de urgência e estive em pânico com medo do que poderia acontecer à minha menina.

Vou dando notícias, ou eu ou o pai. Um beijo grande e um muito obrigada pelos comentários.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Tudo bem encaminhado


Ora viva
Ao terceiro dia, a AJ já está a respirar de forma completamente autónoma. Praticamente já só precisa da incubadora para manter o ambiente (está na caixa com 32 graus de temperatura). Dá muitos pontapés, mexe muito as mãozitas, como se estivesse na barriga da mãe.
À parte disso, já não está a ser alimentada nem pelo cordão umbilical nem pela sonda que tinha na boquita. A mãe já está a contribuir com algum leite, e o soro, que é sempre uma alimentação fantástica, continua a ser administrado.
Mas hoje foi um dia muito especial, Estávamos muito contentes mas faltava uma coisa: abraçar a AJ. Hoje a nossa filha saiu da incubadora por instantes, e tivemos a oportunidade de a pegar ao colo. Que emoção...
Resumindo, está tudo bem encaminhado mas ainda não há prognósticos para quando o regresso a Torres Novas das duas princesas.
Hoje ficam com a imagem e mais um pezinho. São lindos...
Vou tentando manter o blogue actualizado, mas só tenho tempo à noite.
Pai

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Day after


Na realidade foram cometidas pequenas imprecisões no post anterior, mas não tiram verdade aos acontecimentos. No day after ao parto, a mãe já se levantou da cama e andou para cima e para baixo: Piso 5 (maternidade) e Piso 6 (pediatria, onde está a Ana João, enjaulada na incubadora….não sabemos por quanto tempo).
Hoje já lhe foi tirado o tubo que lhe estava a estimular a respiração, ou seja, os pulmõezinhos, que são lindos (imaginamos), já estão a trabalhar quase a 100 por cento.
Amanhã (1 de Maio) vou cedo para o hospital para estar o máximo de tempo possível com a AJ.
Curtem o pézinho direito da AJ?!)

Cumprimentos a todos

Pai

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Ana João já nasceu

Caros e caras acompanhantes deste blogue:
Como a mãe não pode neste momento mexer-se, é o pai que está praqui a teclar. Isto para vos informar, em segunda-mão, que a nossa filha já nasceu. Não sei precisar mas eram cerca das 20 horas (uns minutos a menos), de quarta-feira, dia 29 de Abril, que a Ana João (AJ) nasceu, quando ainda só passaram 33 semanas desde que foi concebida.
O facto de ter nascido cedo de mais - a catraia queria mexer-se mas já não tinha espaço - não quer dizer que não esteja tudo bem com ela (salvo as devidas precauções).
A AJ está na incubadora, longe da mãe, porque tem que ser ajudada a respirar, etc, etc, etc...
Às 16 horas fomos para o hospital de Abrantes, porque a mãe estava a sentir umas dores nas costas e na barriga. Falámos com o Dr. Estevão, pelo telefone, e ele disse-nos que o melhor era irmos ao hospital...quando lá chegámos, depois de feitos os exames, a mãe já tina 4 dedos de dilatação, assim como quem não quer a coisa.
Foi para a sala de operações às 19h35 e a coisa deu-se.
Já me esquecia: a Ana João é linda!

Boa sensação sem dúvida.
Cumprimentos e até amanhã, ou depois!

terça-feira, 28 de abril de 2009

PPP - respiração e papel do pai na hora h

Na segunda-feira tive mais uma aula de PPP. Foi dedicada à respiração a ter na hora do parto (confesso que não tenho treinado muito em casa). Amanhã teremos uma aula só para casais, destinada a aprender qual o papel do pai durante o trabalho de parte. Nós vamos a todas, não vá a moça dar a volta até ao grande dia. Se não der e tiver mesmo que ser por cesariana,enquanto estiver a olhar para o tecto vou fazendo a respiração que ando a aprender.

Uma coisa engraçada nas aulas de PPP é o ambiente entre as grávidas: a maioria é mãe de primeira apanha e, como tal, está ansiosa e cheia do medo com o que aí vem. Começa agora a parte mais difícil: vê-las ir indo embora... A que está mais grávida (com quase 36 semanas) tem que estar em repouso absoluto, pois o bebé quer nascer e a médica quer ver se ele aguenta pelo menos mais uma ou duas semaninhas. É a contagem decrescente!!!

33 SEMANAS

Esqueci-me de dizer que fizemos ontem 33 semanas... pânico!!! Tirando o facto dos números irem andando, nós estamos na mesma. Há, no entanto, uma coisa que me tem começado a afectar e que até agora não sentia: umas pontadas que me impedem quase de andar. De resto estamos muito bem: felizes, ansiosas e com vontade de dar beijocas nas bochechas e umas palmadas levezinhas no lindo rabiosque da minha menina.

domingo, 26 de abril de 2009

Muito melhor

Com um bocadinho de Fenistil Gel e um gel de banho e leite corporal próprios, a minha comichão está muito mais calma. Ainda incomoda, mas muito mais tenuemente. Esperemos que passe. Também poderá ter sido apenas uma alergia... pelo sim, pelo não, tenho evitado os morangos (a enfermeira perguntou se eu tinha comido morangos)!

sábado, 25 de abril de 2009

SEMPRE

E porque hoje é 25 de Abril...
E porque espero conseguir transmitir à minha filha os valores que considero certos...

Aqui fica:

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Eco

A filha
Ontem, como vos disse, fui fazer uma ecografia. O médico, já que foi no hospital, não estava com muito tempo (só ontem nasceram 10 crianças na maternidade onde a AJ vai nascer), por isso a eco não foi tão boa como é costume. Seja como for lá estava a minha menina: sentada, enorme e linda. Do alto dos seus 2,420 Kg, a minha princesa está no percentil 80... Grande? Digamos que não é propriamente pequena. Está óptima e isso é que me importa.
O tamanho dela é, exactamente, o que leva o médico a preparar-me psicologicamente para a hipótese de ela ter que nascer de cesariana. Seja como for, quando ela tiver entre as 35 e as 36 semanas voltamos a fazer uma eco para ver se ela já virou.

A mãe
Falei ao médico nas borbulhinhas na barriga e no peito. Falou-me também em eritema gravídico e mandou-me fazer análises hepáticas. Fi-las logo no hospital e hoje fui ter com o médico para saber o resultado. Falta sair um valor, mas a função hepática está bem.
Disse-me o médico que se o eritema agravar a bebé poderá ter que nascer mais cedo do que o planeado. Ontem, como isto foi sem muito tempo para explicações, fiquei um pouco ansiosa, mas hoje o médico já me disse que nascer mais cedo significaria, sempre, a partir das 36, 37 semanas. Hoje estou mais aliviada. Diz o médico que isto chega a causar tanto incómodo, que tiram os bebés mais cedo para bem das mães.
De facto, incómodo é. Tenho imensa comichão e, com a chegada do calor, terá tendência para piorar. Já estou a usar um gel de banho e um leite corporal para peles "ofendidas" e o médico disse mesmo para eu pôr um pouco de fenistil gel.
Além do incómodo, calculo que a imagem não seja a melhor: estou sempre a coçar-me.. lindo!!!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Eco amanhã

Amanhã à tarde vamos ver a nossa menina. É dia de ecografia no hospital onde a AJ irá nascer. Será que vou ter uma maior noção se será cesariana? É bom não esquecer que estou com 32 semanas e a minha menina, cada vez maior, ainda não quis virar. Sou a única na minha aula de PPP cuja bebé ainda não virou. Não interessa, seja o que for!
Entretanto, não tenho mais nenhuma consulta marcada. Amanhã saberei qual o próximo passo... Quererá isto dizer que está a chegar a hora???

PPP - respiração

Hoje tive nova aula de PPP. Pela segunda vez estivemos a aprender a respiração para a hora do parto. Até ver a minha menina ainda não virou, continua deitadinha e se assim continuar não devo precisar destas aulas, mas nunca sabe.
Já aprendemos a controlar o corpo quando começam as contracções, a respiração que devemos fazer quando começam e quando intensificam. Também a respiração que devemos fazer quando começa a vontade de expulsão do bebé, mas ainda é cedo, já a sabemos. Regra número 1: controlo. Regra 2: nada de gritos.
Só tenho uma questão: será que na hora H nos vamos lembrar de tudo isto?
Amanhã tenho nova aula e o pai também vai: vamos dedicar uma parte de novo à hora do parto e outra parte à amamentação.

Nausefe...ainda

Domingo foi dia de terminar mais uma caixa de Nausefe. Resolvi tentar deixar o vício (sim, ainda ando nesta luta). Este é o terceiro dia sem comprimidos. Tem estado a correr bem, se bem que já estive melhor do que hoje. Vou fingir que nem percebo, não vou dar grande confiança a estes malditos enjoos. Vamos ver até onde chegamos!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Obrigada



Recebemos este reconhecimento da Renata Caroline, nossa companheira brasileira, do blogue À espera do tão sonhado baby.

Como isto é uma coisa que tem regras, aqui vai:

1. Exibir a imagem do selo
2. Comentar no blog de quem te convidou
3. Linkar o blog que te convidou, no seu blog
4. Repassar para 5 outros blogs

Pois os blogues são:

1 No Início de Um Projecto a Dois
2 A Nossa Primeira Viagem
3 A Minha Feijoca
4 Bebé Silva Jordão
5 A cegonha cor-de-rosa

*eu sei que isto dá algum trabalho. Se não o quiserem ter, eu não levo a mal

Eritema gravídico? Não queremos

A minha gravidez esá a correr às mil maravilhas, como sabem. Os enjoos têm sido o único problema, mas uma vez controlados pela medicação, não há nada que me atormente por aí além.
Na semana passada comecei a ter comichão na barriga e reparei, durante o fim-de-semama, que tinha borbulhinhas pequeninas na bariga. Hoje perguntei à enfermeira o que seria: a senhora disse para eu falar com o médico, mas adiantou-me que deverá ser um eritema gravídico. Algo causado pelas hormonas e que aparece, num ano (pelas mulheres que passam no centro) em três ou quatro. Até ver está só na bariga, mas a senhora diz que é possível que chegue a todo o corpo. Não faz mal nenhum ao bebé, mas incomoda muito a mãe...
Não queria passar pela gravidez sem saber o que ela comporta, pois não? Aí tens Maria Inês...

domingo, 19 de abril de 2009

32 SEMANAS

Amanhã, segunda-feira, fazemos 32 semanas.

"Está grávida de 32 semanas – já só faltam 56 dias!
A ponta dos dedos das mãos e dos pés está agora coberta com unhas.

Por esta altura, o bebé pesa cerca de 1,8 kg e tem pouco mais de 43 centímetros. As unhas das mãos e dos pés já cresceram completamente. Alguns bebés já têm uma boa cabeleira; outros têm apenas uma penugem.
O bebé ocupa agora muito espaço no interior do útero mas o espaço confinado não lhe limita o nível de actividade. Poderá ter ouvido dizer que é normal os bebés abrandarem o ritmo com o avançar da gravidez, mas isso não é verdade. Se notar alguma redução dos movimentos do bebé, contacte o seu médico".

Aqui por casa continuamos muito felizes, ainda confortáveis e com alguma ansiedade de ver a carinha da nossa menina. As caminhadas têm sido, de facto, uma boa opção: não me sinto a engordar muito e sinto-me ainda muito ágil.
A ansiedade do parto, arrisco-me a dizer, está a diminuir. Talvez a crescente vontade de ver a minha menina no colo, contribua para isso.
A minha maior preocupação continua a ser apenas uma: o peso da Ana João. Não consigo comer menos, tenho um apetite enorme e não sei mais que devo fazer. Mas não há-de ser nada...
Os preparativos estão bem adiantados. Como começámos cedo a organizar as coisas para receber a nossa princesa, não andamos num grande virote para ter tudo pronto. Pelo contrário, estamos simplesmente à espera da nossa menina (que esperemos que se aguente mais dois meses).

sábado, 18 de abril de 2009

Amigos sem filhos

Um destes dias, na esplanada do Razões, na Avenida (onde há os melhores caracóis e a melhor imperial da região) uma amiga, enquanto olhava para duas recém mamãs com os seus rebentos, brincava dizendo: "Daqui a uns dias és tu, arranjas amigas também com filhos e depois não nos ligas!!!".
Entenda-se que eu sou a primeira, do meu grupo mais chegado de amigos, a ser mãe.
É uma brincadeira, é certo, mas isto no fundo dá que pensar. Como vai ser depois da AJ nascer? Os amigos fazem planos e deixam-nos de fora porque temos uma criança? Ou somos nós, recém e inseguras mamãs, que sentimos necessidade de procurar pessoas que tenham as mesmas preocupações que nós? Ou somos novamente nós que nos tornamos umas melgas que só sabem falar de crianças e os amigos, que ainda têm outros assuntos de interesse, saltam fora?
Ou isto é um mito e depois vou perceber que é possível manter os mesmos amigos, mesmo que estes não tenham como principais preocupações a muda de fraldas, as dificuldades de amamentação ou a queda do cordão umbilical?

Contem como é?

Ai, a mala da maternidade...

Já não sei que faça quanto à mala da maternidade. Dão-nos uma lista enorme de coisas que devemos levar, mas depois gritam: "NÃO TRAGAM MALAS MUITO GRANDES". A enfermeira que nos dá as aulas de preparação para o parto diz que uma coisa que as maternidades pedem para ela avisar, é para as mães não levarem malas muito grandes, porque o cacifo para as guardar é pequeno, logo não há espaço para nada.
Eu, como já vos tinha dito, já tinha feito a mala e, desde que comecei as aulas, já a reduzi por duas vezes.
Primeira versão: um trolei não muito grande, mas não muito pequeno, em que tinha tudo para mim e para a Ana João. À parte tinha uma malinha mais pequena onde levava apenas a primeira muda para a João, já que não vou ser eu a vesti-la.
Segunda verão: Acabei com a mala pequenina e juntei, numa bolsa identificada como "a minha primeira roupinha", tudo na grande.
Terceira versão: depois de uma mãe de segunda viagem que anda comigo nas aulas, me ter dito como foi a sua experiência na maternidade para onde vou, resolvi mudar tudo outra vez. Levo um saco pequeno com a primeira roupa da AJ (a manta, com a fralda de pano aberta no interior, embrulha toda a roupinha e a fralda descartável), uma muda para o caso de ela se sujar, uma camisa de dormir para mim, chinelos, bolsa de higiene, roupa interior, toalhas de banho para as duas, uma escolva e uma chucha para a minha menina e mais nada. Deixei já dois sacos mais pequenos em casa, com as roupas que o pai deve levar para nós as duas no segundo e no terceiro dia. O pai está só a 40 km de distância, com uma boa estrada. Num instante nos leva o que necessitarmos.
Não quero saber de mais nada. Só levo aquilo!

Sessão fotográfica


Foto tirada pelo pai quando tínhamos 31 semanas e um dia. Há muito que temos uma sessão fotográfica pensada (aqui em casa com o nosso fotógrafo preferido: o pai), mas ainda não a fizemos. Acho que estamos à espera que a mãe deixe de ter barriga...

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Quantos???

Para todos aqueles que ficam a olhar para mim como quem diz que eu devo ser parva, quando eu digo que tenho 31 semanas e 4 dias, aqui fica a tabela de conversão:

1 Mês: 4 semanas e 2 dias
2 Meses: 8 semanas e 4 dias
3 meses: 13 semanas
4 meses: 17 semanas e 2 dias
5 meses: 21 semanas e 5 dias
6 meses: 26 semanas
7 meses: 30 semanas e 2 dias
8 meses: 34 semanas e 5 dias - 9 de Maio
9 meses: 39 semanas - 8 de Junho
DPP: 15 de Junho

PPP - higiene do bebé

Hoje eu e o pai tivemos aula sobre a higiene nos bebés. Foi muito interessante, deu-nos uma série de luzes sobre o que ainda se faz ou o que já é do tempo das nossas avós e mostrou-nos que não há que ter medo. Com calma e bom senso, em poucos dias, estaremos práticos a dar banho à nossa menina. Falámos de banho e muda de fralda, bem como de tudo o que é preciso para tal, falámos de cólicas e limpeza dos olhos, do cordão umbilical (ao que parece o álcool a 70º já passou de moda) e de vários sinais que podem aparecer e assustar os pais de primeira viagem, mas que são normais.Foi muito bom. O pai adorou, pois já andava preocupado que o tempo passa e ele sem saber como ir tratar da sua mais nova...
Segunda-feira tenho ginástica e na quarta-feira uma aula dedicada à amamentação. Espero que tudo se resolva pelo melhor e a enfermeira não tenha que se ausentar. O curso está a ser muito interessante.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Aulas PPP

Na segunda-feira tive a minha primeira aula de preparação para o parto. Não sei, sinceramente, quantas vou ter. Há apenas uma enfermeira no centro de saúde a fazer esse trabalho e está em vias de pôr atestado por motivos familiares. A concretizar-se, não sei o que me espera.
Na segunda-feira convesámos muito sobre o dia do parto e sintomas de risco nestes últimos dias. Hoje fizemos alguns exercícios para tonificação muscular e para "arrumar" o bebé. A enfermeira disse que poderia ajudar a AJ a virar, mas quando percebeu que aqueles exercício fiz eu até Fevereiro passado, em pilates, disse para eu não ter grande esperança, embora haja sempre possibilidade.
Soube-me muito bem a aula de hoje. Gosto daquele ambiente com as minhas colegas de maternidade. Está tudo feliz e atemorizado, ao mesmo tempo e é giro trocar experiências.
Sexta-feira temos nova aula: será de cuidados de higiene com o bebé (como a enfermeira não sabe se terá que se ausentar por uns dias, está a tentar dar as aulas que considera mais importantes). O pai também vai. Estamos ansiosos...

terça-feira, 14 de abril de 2009

Consulta

Quinta-feira da próxima semana, dia 23 de Abril, pelas 16 horas, fazemos a eco do terceiro trimestre. Estou ansiosa para ver o tamanho da minha menina! Quero ver se é tão grande como o médico diz e se chega ao tamanhão do Santiago e do João Miguel!!!
Agora que penso nisso, a Ana João é das poucas meninas por nascer neste círculo da blogosfera que eu acompanho. Este ano é de rapazes, está visto. A minha menina vai ter muita sorte... só rapazões!!!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

31 SEMANAS

Hoje fazemos 31 semanas. Ao que parece, a AJ continua sentada. A barriga, aparentemente, abrandou o ritmo de crescimento. Os altos do lado direito continuam salientes e os pontapés ainda não incomodam, pelo contrário. ´
A minha menina é linda e, o mais tardar daqui a nove semanas, vamos poder dar-lhe muitas beijocas nas bochechas.
Eu continuo na mesma: feliz, bem disposta, ainda ágil (apesar de alguma dificuldade em me levantar do sofá ou atar as sapatilhas). As caminhadas, que começaram a sério no dia 14 de Março, funcionam mesmo: a balança não tem subido por aí além. Mantemo-nos nos 60 quilos, mais nove do que antes de engravidar.
Portei-me um bocadinho mal com os doces durante este fim-de-semana, mas arranjo sempre uma desculpa para tal: este fim-de-semana foi a Páscoa, daqui a dois será o 25de Abril e a seguir o 1.º de Maio. Tudo serve para justificar a minha gula!!!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Análises

Já fui buscar as análises que fiz na última sexta-feira. Ainda não tive oportunidade de as ir mostrar ao médico, mas através de uma olhadela por parte de alguém que percebe o que lá está escrito, parece estar tudo bem. Os açúcares (que me preocupavam ligeiramente) estão aparentemente bem. Os níveis de anemia estão talvez algo a baixo, mas nada de preocupante, ao que parece. Segunda-feira à tarde vou mostrá-las ao médico.

Plano de parto

Em todos os livros sobre gravidez,aconselham as grávidas a fazer um plano para o parto. Até entrar neste mundo novo que é a maternidade, nunca tinha pensado em tal coisa. Achom sinceramente, que não vou fazer nenhum, e isto por um motivo muito simples: não tenho uma ideia pré-definida do que quero para essa hora. Sem apenas uma coisa (no meu entender a mais importante): quero que o parto seja o mais adequado ao meu estado e ao estado do bebé, quero o que seja mais confortável e que traga menor sofrimento para as duas.
Há apenas uma coisa que eu gostava que acontecesse e não sei se será possível: que fosse o médico que me acompanha a estar lá nesse dia. Nele deposito toda a confiança e sei que me proporcionaria o que fosse melhor para as duas. Não sendo ele, terei que confiar à mesma, certo?

segunda-feira, 6 de abril de 2009

30 SEMANAS

Ai meu deus que o tempo passa mesmo, mesmo, mesmo a correr. Acreditam que já estou com 30 semanas de gravidez? Ainda no outro dia (mais coisa menos coisa) estava a contar a toda a gente que estava grávida e a rezar para que chegasse às 12 semanas, para passar o período mais complicado.
Se eu estou com 30 semanas, quer dizer que faltam dez (ou menos...). Entretanto, cá estamos cada vez mais grávidas, com uma barrigona linda e com a Ana João sempre a espetar-se do lado direito. Ainda bem não tenho um alto gigante na barriga. Aproveito e faço-lhe muitas festinhas. Será que ela já não tem espaço suficiente na minha barriguinha?

Pequenita, vê se te aguentas aí dentro mais um tempinho. Aí é que tu estás bem. Só te queremos cá fora lá para Junho, para vires o mais forte possível!

domingo, 5 de abril de 2009

PPP - Higienista oral

Como vos disse na sexta-feira tive a minha primeira aula inserida no curso de preparação para o parto. Aprendi os cuidados a ter na higiene oral das grávidas (ainda bem que eu já as sabia antes, porque já vamos com quase sete meses de gravidez) e os cuidados a ter com os dentes das crianças.
O que aprendi:Já não há suplementos de flúor, como acontecia no meu tempo, apenas o existente na pasta de dentes. Quando aparecer o primeiro dentinho, lavar com uma pintinha de pasta de dentes numa compressa. A medida de pasta, à medida que as crianças crescem, será sempre o tamanho da unha do dedo mindinho da criança. A partir dos 6 anos, passará a ser aproximadamente um centímetro de pasta. A pasta de dentes, quando as crianças começam a lavar os dentes sozinhas, deverá estar fora do alcance, tratada como uma medicamento, para evitar que a comam. Flúor a mais também não interessa. Esta parte até foi interessante. É bom saber como lidar com a nossa criança, em todos os aspectos.
Esta semana não há aulas. A enfermeira deve estar de férias da Páscoa. As aulas recomeçam no dia 13, segunda-feira da próxima semana, pelas 9h30.

Análises

Sexta-feira foi dia de novas análises. Lá fui fazer a maravilhosa da glicémia, que por acaso a mim não me custa assim tanto. Terça-feira saem os resultados. Espero que esteja tudo bem.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

IMPORTANTE

A tia M. de que falei no post anterior é a tia MARIANA!!! Já soube que causou alguns mal-entendidos. Eu não queria dizer nomes, mas já vi que é melhor.. Caros leitores, há muitas M. na terra!!!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

A minha primeira não aula PPP

Hoje, como vos tinha dito, fui ao centro de saúde para o início do curso de preparação para o parto. O encontro estava marcado para as 16 horas, com a enfermeira responsável. Assim foi. Lá estavam nove barrigudas à espera de saber como a coisa se iria processar. Mas o encontro não durou mais de 10 minutos e traduziu-se no seguinte: a constituição do grupo (até ver composto por 9 grávidas) e a definição do horário: irei ter aulas às segundas, quartas e sextas, das 9h30 às 10h30. (Cedo, não?). Esta sexta-feira, excepcionalmente, terei aula às 16 horas com a higienista oral e para a semana (férias da Páscoa talvez) não haverá aulas. Assim sendo, no dia 13 de Abril, pelas 9h30, terei novo encontro com a enfermeira, com roupa normal e sem pai (não precisa de ir porque não iremos fazer nada de especial) para definir o programa das aulas e todos os outros pormenores (ou seja, aquilo que eu achava que iria lá fazer hoje).
Por mim tudo bem. Acho que ainda terei tempo para tudo. Já uma das minhas colegas (que eu já conhecia de outras andanças), que está já de 32 semanas, dizia e com alguma piada: "Por este andar a criança nasce primeiro e quando a médico me disser para eu fazer as respirações, eu digo que não sei, mas tenho uns dentes lindos!!!"

Agenda da Ana João

Ainda a pequena Ana João não nasceu e já tem uma agenda muito preenchida. No dia 20 de Junho tem um casamento (não sei se vamos porque não sei onde e como estaremos nessa altura), no dia 4 de Julho tem outro e no dia 8 de Agosto, outro. Entretanto, tem já quize dias de praia marcados... Já em Setembro, temos que ir à Festa do Avante. Isto se a Joanita, a Susana ou o António (os "tios" emprestados - da parte da mãe - em idade casadoira) não resolverem marcar casamento também para este ano. A moça que descanse agora, porque depois não vai ter grande tempo para parar.

Por falar em enxoval (no post anterior) até já estive a imaginar a toilet que ela irá levar aos casamentos dos "tios"... Vai ser a mais linda das festas!!! (vá... logo a seguir às noivas)...

P.S. Tia M., isso do casamento ser só às 19 horas é muito bom por um lado, mas muito mau por outro. Assim, quase de certeza que não posso levar a minha mini-saia preferida. E eu adoro mini-saias!!
Ass: Ana João

Estou baralhada

O quarto da Ana João está praticamente arranjado. Faltam alguns pormenores, mas nada que seja mesmo necessário resolver antes de nascer. O enxoval não faço ideia. É uma autêntica confusão. Não faço ideia de que vou precisar. Tenho muitos babygrows para uma fase inicial, mas nem sei bem o que tenho para quando crescer. Tenho algumas coisas em minha casa e outras (da primaça) no sótão da avó belinha. Não sei quanto tempo demorará a mudar de número de roupa e estou numa fase em que, quanto mais olho para as gavetas, mais me baralho. Acho que vou esperar para ver como será na prática e depois penso no assunto. Fome não há-de passar e há-de arranjar-se sempre qualquer coisinha para ir vestindo!..

segunda-feira, 30 de março de 2009

Constipada

Hoje tenho estado em baixo de forma. Dormi mal, tenho dores no corpo todo e um cansanço enorme. A cabeça pesa e os olhos ardem. Não consegui estar o dia todo a trabalhar. Vim para casa mais cedo e dormi um bocadinho. Ainda não estou a cem por cento, mas vou descansar o resto da noite.
Devem ser consequências da festa de anos do meu pequenito, pois estava uma tarde muito ventosa e a festa foi na rua.

Nota de agenda

Quarta-feira temos a reunião com a enfermeira que dá o curso de preparação para o parto. Realiza-se na quarta às 16 horas, no Centro de Saúde local. Lá estaremos.

29 SEMANAS

Fazemos hoje 29 semanas.
Cá estamos, com a barriga cada vez maior, e com cada vez mais ansiedade de ver a carinha da AJ.
Temos continuado as caminhadas, para ver se não ficamos muito grandes com os quilos que ainda nos faltam. Eu tenho-me portado um pouco mal em relação aos doces. Não que esteja sempre a comer, mas já não estou uma semana sem o fazer, como há uns tempos atrás. As noites, que até agora têm sido magníficas, começam a ser irriquietas. Não tenho posição e passo a noite a rebolar, sempre tentando não deixar a barriga para trás.
Adoro sentir os pontapés, cada vez mais fortes, da minha menina. Ela continua sentada,por isso sinto os pontapés apenas no fundo da barriga. Do lado direito, mais para cima, sinto, muitas vezes, uma cabeça a espetar-se para fora. Dá para ver ao longe.
É indiscritível a sensação que se tem com um bebé na barriga. A natureza é grande...muito grande!

quarta-feira, 25 de março de 2009

PARABÉNS R.


(O nosso R é parecido com o Denis, o pimentinha. É muito reguila...)

Hoje é um dia muito especial na família. O nosso R. faz hoje 6 aninhos... está tão crescido ele. Para quem não sabe o R. é um dos primos da Ana João. O tal que, sempre que fala comigo ao telefone pergunta: a prima já saiu? Acha um pouco estranho que dentro da minha bariga possa estar um bebé.
Parabéns meu querido R. Sábado vamos dar-te muitos beijinhos nessas bochechas lindas.

Estou agora a começar a perceber o que é ser mãe. Calculo que seja uma coisa maravilhosa, mas ser tia também é muito bom. Muito bom mesmo!!! Ti amo R.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Raiva

Não deveria ser necessário dizer a quem nos rodeia, que não nos podemos enervar. Deveria partir das pessoas esse cuidado. Não sei, digo eu, mas se calhar estou errada.
Ontem alguém, que supostamente deveria ser muito próximo, resolveu, como é costume, "vir para cima de mim" com conversas da treta, que me irritam e me dão vontade de chorar. Normalmente nem consigo responder grande coisa, pois a minha voz nem sai com tanta lágrima à mistura....
Mas a maternidade muda uma pessoa: a nossa "cria" está em primeiro lugar e vamos buscar forças, sabe-se lá onde, para a defendermos. Contra tudo e contra todos. Com apenas três frases, muito mal-encaradas, admito, arrumei a conversa. O mau ambiente ficou, mas rapidamente arranjei maneira de virar costas e vir embora. A mensagem deveria ter passado, mas há pessoas com dificuldade de compreensão.

Hoje o telefone voltou a tocar. O tema, esse, era o mesmo de ontem. A força voltou cá do fundo e voltei a meter a pessoa em questão no seu lugar: "Estou grávida. Se eu própria não tenho nada a ver com essas guerras estúpidas, muito menos a minha filha que ainda não nasceu. Não me vou enervar mesmo e por isso não quero mais conversas dessas". Com a tal dificuldade de compreensão, a pessoa ainda insitia no tema, mas eu levantei a voz e disse "NÃO, COMIGO, NÃO!"
Assim foi e assim será. Senti-me uma espécie de leoa a colocar-se entre a cria e o predador. Mas aí falamos de animais irracionais. É pena que nesta outra realidade, seja preciso verbalizar o que as pessoas deveriam saber de senso comum.

Citando o meu querido amigo Gentil, a quem dou cada vez mais razão: "Odeio pessoas"

28 SEMANAS

Fazemos hoje 28 semanas e entramos, oficialmente, no terceiro trimestre de gravidez. Ao que parece, depois da serenidade do segundo, volta agora a ansiedade que sentimos durante o primeiro trimestre. Mas além da ansiedade e do medo, acontecem também outras coisas novas. Ora vejamos: estamos enormes, o que faz com que, para me virar à noite, tenha que agarrar na barriga, porque ela já não vai sozinha... Baixar começa a ser difícil, bem como levantar-me do sofá. Uma coisa impossível mesmo é atar sapatilhas. Essa tornou-se, oficialmente, tarefa do pai. O apetite, esse, continua imenso...

No sábado senti algo que se assemelha bastante a uma contração e já ontem, por uma vez ou outra, a minha barriga ficou muito dura...
Os pontapés e as mexidelas da pequena continuam, cada vez mais intensos e fortes. O pai já nem precisa de pôr a mão para acreditar que elas acontecem, basta olhar para a barriga para ver. Já eu não consigo ver a barriga aos saltos porque, como vos disse, os pontapés são todos no fundo da barriga, local que a minha visão já não alcança.
Ontem, estava eu em repouso (dediquei o domingo ao descanso) quando vi um alto na minha barriga. No local que era, fez-me pensar que seria a cabeça da Ana João. Seria? Não sei, mas se era, tem uma cabeça tão linda.... (mãe babada).

Podemos dizer que estamos muito bem e que estamos a ter uma gravidez santa, muito tranquila..

sexta-feira, 20 de março de 2009

Pai, não te esqueças

Pai, não te esqueças de levar para a maternidade:
* o maquinão fotográfico (com bateria claro)
* o telemóvel com dinheiro e bateria
* os números de telefone da nossa família e dos amigos mais chegados
* a lista do que tens que fazer para chamar a transportadora para a recolha das células estaminais.

Ah... e lenços de papel, porque tu vais chorar muito de felicidade!!!

P.S. e leva comida, sugere o já experiente Achega... Ah grande Achega

quinta-feira, 19 de março de 2009

Lista da maternidade de Abrantes

Descobri algures pela blogosfera, a lista sugerida pela Maternidade de Abrantes onde, em princípio, a AJ vai nascer. Aqui fica:

A Mala para levar para a Maternidade
Esta é a lista disponibilizada pelo Hospital de Abrantes.
 
A mala da mamã e do bebé deve estar preparada a partir do 7º mês de gestação.
 
Para a mamã:
     - Documentos pessoais
Documentos de identificação
Informação médica: Boletim da Grávida e todas as analises e ecografias.
     - Objectos de uso pessoal
4 camisas de noite (só tenho duas - talvez arranje outra)
2 ou 3 soutiens de amamentação (só vou comprar mais perto, pois não tenho noção de que número vou precisar)
Discos absorventes de amamentação *
8 Cuecas descartáveis *
1 Cinta (cinta ou faixa? Depois pergunto ao médico o que aconselha)
1 Robe/Roupão (um casaquinho)
1 Par de chinelos de quarto *
1 Par de chinelos de plástico para tomar banho *
Artigos de Higiene pessoal: champô, sabonete, escova e pasta de dentes, escova de cabelo, creme hidratante para a pele. *
sacos de plástico para a roupa suja (se possivel deverá envia-la diariamente para casa) *
O Hospital disponibiliza Pensos Higiénicos absorventes grandes e toalhas para a higiene. (antes de encontrar esta lista já tinha comprado pensos e posto uma toalha na mala. Não sei se confio nisto e a tiro, ou se é melhor levar. A lista já tem um ano, não sei se, por causa da crise, já não as emprestam).

 

Para o Bebé:

Separar as coisas para o dia do Parto.
     - Conjunto para o 1º dia
1 conjunto interior com calças (eu tenho um body sem calças e um babygrow.. acho que não vou mudar)
1 Fatinho de duas peças
1 Par de Botinhas/Meias *
1 Fralda descartável *
1 Fralda de pano *
1 Touca
1 Manta polar *
1 Pente/Escova *
     - Para os outros dias4 Fraldas de pano *
1 Pacote de fraldas descartáveis para Recém Nascidos *
4 Fatinhos *
4 Conjuntos interiores *
2 Botinhas/Meias *
1 Casaco de lã *
2 Toalhas de banho *
1 Chupeta *
Sacos de plástico para a roupa suja. *
Selecciona a roupa conforme a estação do ano.
Não leves roupas de vestir pela cabeça.
O Hospital disponibiliza artigos de higiene para o bebé. (tambem já os tenho na mala. Não sei se vale a pena estar a tirá-los)

* já temos
 
Isto é apenas uma lista simples que o Hospital disponibiliza com as coisas mais importantes, fica ao critério de cada mamã levar outras coisas.
 
Não convêm é levares objectos de valor para a maternidade.

Faltam 12 jornais minha filha

Há pessoas que vivem dia a dia. Há pessoas que vivem sempre no passado. Eu cá vivo mais semana a semana. Desde há seis anos, quando comecei a trabalhar num jornal semanário, que comecei a pensar à semana, ao jornal. Ou seja, vivo sempre na ânsia que chegue quinta-feira, para respirar de alivio por mais um jornal que foi para a gráfica, daí para as bancas e daí para as mãos dos leitores. Mas esta forma de vida entranhou-se também na minha vida pessoal, em tudo o que faço.

A maternidade não foi excepção: há quem conte os dias que faltam para o nascimento de um filho. Eu conto as edições. Ou seja, a fechar mais um jornal, posso dizer que me faltam fazer apenas 12 jornais para me tornar mãe... E garanto-vos: 12 jornais passam a correr...

Mala a rebentar

Comecei, como já disse, a fazer a mala para levar para a maternidade. Mas uma questão se coloca: onde vai caber tudo??? Se calhar terei que levar um saco à parte para a Ana João. Não é por levar muita roupa, ou algo que se pareça, mas o que é preciso leva ocupa muito volume: toalhas de banho (eu só pus uma, mas já li por aí que o melhor é levar muitas), os pensos, os discos, as fraldas para o bebé... são tudo coisas pouco práticas de arrumar. Eu não queria ir para lá com uma mala gigante, mas está visto que terá que ser...


Entretanto já me rendi às camisas de noite (apesar do meu médico, muito prático, me ter dito: dá mais jeito, mas se quiser ir de pijama vá...). Comprei duas assim mais engraçadinhas para não me sentir um monstro.

AJ, estamos quase a conhecer-nos...

Pai



Hoje é dia do Pai. O primeiro dia do nosso pai aqui de casa...

terça-feira, 17 de março de 2009

Que lindas...


Chegou a encomenda das fraldas... só dá vontade de a imaginar lá dentro...

Cansaço

Começo a andar cada vez mais cansada. Eu nunca me dei bem com o calor. Tenho a tensão muito baixa e com os 29 graus que se sentem por aqui, em pleno Inverno, tudo piora. Ainda mais com esta barriga e com mais 8 quilos em cima. Sinto-me cansada e com muito pouca energia... tenho que aguentar mais um tempo, pois não posso deixar de trabalhar tão cedo!

Roda viva

Este mês foi tempo de adiantar algumas coisas. Estamos em contagem decrescente para o nascimento da cria e, como tal, o tempo começa a ser pouco para tanta coisa qe é necessário fazer. Além de começar a lavar a roupa da criança, para aproveitar o bom solinho que se faz sentir, comecei também a orientar a mala da maternidade. Cedo? Talvez, mas uma vez feita, não penso mais no assunto. Outras coisas que estavam por tratar foram já feitas: encomendei fraldas reuntilizáveis (para já apenas um dúzia, depois logo se vê) e subscrevi já o serviço de criopreservação estaminal. As fraldas devem chegar hoje (nunca vi nada tão rápido) e o kit de recolha chega amanhã ou depois. São, com isto, menos duas coisas em que tenho que pensar.

Tudo em miniatura

Já alguma vez experimentaram a aventura que é passar roupa de recém nascido a ferro? Aconselho vivamente... é tudo tão pequenino. O pior de tudo é que para lavar uma máquina de roupa de bebé, metemos lá muita roupa mesmo e depois, quando queremos passar, parece que nunca mais acaba... Venham as camisas do pai...

domingo, 15 de março de 2009

27 SEMANAS

Amanhã, segunda-feira, dia 16 de Março, entramos na 27.ª semana. Não encontrei nenhum filme sobre esta semana. Acho mesmo que nem é preciso dizer mais nada...

Caminhadas

O médico mandou-me fazer caminhadas para não engordar muito. Quase a entrar no terceiro trimestre, ainda teremos uns cinco quilos para engordar... Onde é que eu os vou meter? Onde????
Já começámos as caminhadas. Com este tempo bom, não é nada difícil. Além disso, desde que a Eminha apareceu nas nossas vidas, que o pai integrou as caminhadas na sua rotina. Só faltava a mãe. Tem sido óptimo.

Lavar roupa suja



(foto retirada da net)

Ontem começámos a lavar a roupa da AJ. O estendal cá de casa ganhou um novo encanto!

Grande, mas grande

Ontem fui ao hospital ter com o meu médico. Ele queria ver-nos. Fez-nos nova eco (que bom). Confirma-se que a rapariga é enorme, com um femur equivalente a 28 semanas. O peso está também ligeiramente acima, mas o médico não se mostrou preocupado. Disse apenas que a moça é mesmo grande. E que bela perna ela tem... digna de um anúncio de lingerie.... É por isso que a minha barriga está gigantesca!
A Ana João continua sentada e, se dentro de duas semanas não virar, provavelmente já não vira mais, uma vez que deixará de ter espaço para o fazer. Seja... o que interessa é que estamos as duas óptimas. E entretanto faltam apenas 13 semanas para o seu nascimento.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Banho

O que me sabem dizer sobre a banheira Tummy Tub?

segunda-feira, 9 de março de 2009

Aulas de preparação para o parto

Começamos as aulas de preparação para o parto no dia 1 de Abril, às 16 horas, no Centro de Saúde. Não é necessária inscrição, basta aparecer na primeira segunda-feira, quarta ou sexta-feira do mês que sucede aquele em que fazemos 28 semanas. Como fazemos 28 semanas lá para final de Março, a nossa primeira aula calha a 1 de Abril. Nessa aula, dada por uma enfermeira, serão dadas todas as informações, o plano de aulas e definidos os horários para as restantes.
Lá estaremos, claro.

26 SEMANAS - 6 MESINHOS





Doces

No sábado portei-me um bocadinho mal com a comida. Ou melhor, com os doces. Resolvi fazer uma folga no meu bom comportamento e comi um gelado. Depois, não resisti à bola de berlim do pai e dei-lhe uma trinca (vá, cinco trincas).... Mas acabou. Agora, só para a semana peco. Até lá, muito iogurte e muita fruta!!!

Sonhos e pesadelos

Acho que, com a chegada aos seis meses, chegaram também os sonhos e pesadelos. Nas últimas três noites já não dormi tão descansada como de costume. Uma das noites acordei às quatro da manhã, sem sono, preocupada com algo que não percebi o que era. De sábado para domingo tive um pesadelo que não consigo descrever, mas que envolvia coisas de bebés. Esta noite, sonhei que me tinham rebentado as águas... Lindo, não? EU QUERO DORMIR... Já me bastam as noites mal passadas que vou ter quando a minha menina nascer!

Físico


Como vos disse deixei o ginásio, uma vez que o médico não me deixava fazer mais nada. Agora tenho apenas nadado. Pareço, mais coisa menos coisa, o rapazito da foto (que eu roubei da Internet).
A verdade é que, com mais cuidado com os doces, com o pão e tentando não repetir às refeições, bem como com algumas braçadas e caminhadas com o pai e a Emita (cadelita), ainda só engordei um quilo desde a última consulta... Isto é tudo uma técnica para que, na próxima consulta, o médico me diga que o melhor é eu comer mais, porque estou a ficar magrita... Hi, hi, hi!

sábado, 7 de março de 2009

Roupinhas da AJ

Estas são algumas das pecinhas de roupa da Ana João. Tirando o fato de banho, as alcofas e o cestinho, que são herança da prima, é tudo da Ana João. Resolvi não pôr aqui tudo o que vem da prima, se não não fazia mais nada.
O casaquinho e as botinhas vermelhas (que saíram uns números acima) foram feitos pela avó materna, que também deu a sainha ao xadrez. A roupa betinha foi o avô materno que deu. A toillete com os gatos, os dois bodys coloridos de perninha e os três babygrows (o das joaninhas, o laranja e o azul com uma menina) foram os pais que compraram.
(Desculpem mas não tenho tempo para endireitar as fotos todas).











quarta-feira, 4 de março de 2009

Doodoo



Já viram este boneco? Vejam o que ele faz:
"O boneco doodoo reproduz os mesmos sons que o bebé reconhece no ventre materno. Estes sons familiares produzem um efeito apaziguador no bebé, fazendo com que se acalme e adormeça em poucos instantes.
Equipado com um relógio, o aparelho no interior do boneco desliga-se automaticamente após cinco minutos e, graças ao micro que escuta o bebé, reacende-se logo que este comece a chorar, evitando que os pais tenham que se levantar. E, como a eficácia dos sons intra-uterinos diminui com a idade, o doodoo tem outra melodia para o bebé ouvir".

Será que vale a pena comprar ou é estar a enganar a pobre criança?

terça-feira, 3 de março de 2009

Mala maternidade


(legenda: eu numa Assembleia Municipal a altas horas da noite; altas horas pelo menos para uma mulhre grávida).
Cada dia que passa, gosto mais da minha barriga. Não querendo ser convencida, mas já sendo, admito: nós estamos mesmo bonitas! Gosto disto de andar grávida. Pai, prepara-te, pois para o ano há mais....

A minha cunhada (B.B.) esteve este fim-de-semana a ajudar-me a escolher o enxoval que tinha mandado. Coisinhas lindas que só fazem lembrar a minha princesa mais velha: a J. A B.B. é da opinião que eu devo fazer a mala para a maternidade quanto antes. Não custa nada e nunca se sabe quando pode ser precisa (espero que ainda faltem 15 semanas). Vocês já começaram a fazer a mala? E conseguem decidir o que meter lá dentro para os vossos meninos?

segunda-feira, 2 de março de 2009

Nausefe

Não sei se vos cheguei a contar que tive que voltar ao Nausefe... é, está visto que será assim até ao fim. Mas não faz mal, eu aguento. Afinal, essa tem sido a única maleita desta minha primeira gravidez!

Avó Belinha

A avó Belinha faz hoje anos. Uma rosa, para outra rosa...

25 SEMANAS

Hoje completamos 25 semanas... Estou feliz, que mais posso dizer!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Uma Ana João ou duas?


Aqui fica uma imagem actualizada da nossa barriga. Estas somos nós às 24 semanas e dois dias. Há quem diga que estamos muito grandes para o tempo que temos.. É assim, temos femures grandes!!!

Cerejas?


Quando chegam as cerejas? Queremos cerejas...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

É o ciclo da vida, certo?

Desculpem a falta de imaginação e a pouca disponibilidade para o blogue nestes últimos dias. Por mais vida que se carregue no ventre, uma morte por perto, que afecte alguém de quem gostamos muito, deixa-nos sempre abananadas...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Enxoval

Ai o enxoval. Ontem trouxe a carrinha cheia de coisas para a Ana João. Roupinha da prima, uma alcofa, um ovo, um marsupio para o pai (eu já tenho um sling para mim), uma almofada de amamentação, roupa de cama e mantinhas. Há ainda tudo o que é necessário para amamentação e muito mais, que eu ainda não tive oportunidade de ver, porque ainda não abri as caixas todas. Outras coisas ficaram, porque já não cabiam no carro e outras coisas ainda estão por vir de outra casa, como a banheira. Uma grande ajuda, sem dúvida...
Tenho agora que deixar passar estes dias, que estão a ser atribulados em termos profissionais, para que possa arrumar o quarto da minha menina. É tão bom...

24 SEMANAS

Cá estamos nós, cada vez mais perto...

"O feto ainda é magro e não possui muito tecido gorduroso. O bebê deve ganhar cerca de 80 gramas esta semana enquanto o corpo começa a se tornar mais rechonchudo. Esse ganho de peso é traduzido por músculos, ossos e crescimento dos órgãos e tecidos. As ondas cerebrais fetais começam a ativar os sistemas auditivo e visual. O peso deve chegar a 660 - 700 gramas no final dessa semana. Ele deve medir cerca de 28-29 cm da cabeça aos pés.

Múltiplos: A semana 24 é considerada o ponto de viabilidade fetal, e isto significa que se eles nascessem agora, haveria uma chance de sobrevivência. No entanto, eles teriam que ficar sob cuidados intensivos durante vários meses".

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Nós, os pontapés, a comida e o enxoval

Andámos muito atarefadas esta semana e com pouco tempo para dedicar ao blogue. Por aqui está tudo óptimo, com muita calma e muitos pontapés à mistura. Hoje o pai voltou a senti-los e já por cima da roupa. Como a pequena está sempre sentada, os pontapés só se fazem sentir lá em baixo... Mas é tão bom à mesma...

Quero aqui fazer uma explicação, porque acho que houve pessoas que entenderam, pelo meu post "Travar a Comida", que a Ana João estava mesmo muito gorda. Não. A Aninhas está ligeiramente acima da linha média, mas bem abaixo da linha máxima. O médico só achou, como eu fui a primeira a dizer que andava a comer muito, que era melhor ter cuidado, pois ainda faltam quatro meses... a continuar a crescer a um ritmo elevado, poderia ser demais. Mas está óptima a princesinha e o médico disse para não nos preocuparmos.

Ainda hoje fomos os três (eu, o pai e a AJ)nadar e soube-nos muito bem. Sinto-me tão leve ma água... é mesmo bom.

Sábado é dia de ir a casa dos primos buscar o enxoval da pequena. Ainda hoje a B. me avisou que tenho muito que trazer...que bom!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Abono pré-natal

na sexta-feira recemos o primeiro cheque de subsísio pré-natal (em deixei o NIB, mas não sei porquê enviaram por cheque). Referia-se às primeiras duas tranches, dos meses de Janeiro e Fevereiro. Bem bom...

domingo, 15 de fevereiro de 2009

23 SEMANAS

Amanhã, segunda-feira, fazemos 23 semanas.Que maravilha...

"Seu bebê está pesando um pouco mais de meio quilo, com 29 centímetros de comprimento. A audição já funciona e ele consegue ouvir uma versão meio distorcida da sua voz, seus batimentos cardíacos e os barulhos que seu estômago faz. Outros barulhos altos que forem frequentes durante a gravidez, como o latido do cachorro ou o motor do aspirador de pó, não devem incomodar o bebê quando ele os escutar fora do útero.
Vários estudos já deram indicações de que os fetos preferem música clássica no útero, e um dos compositores testados e aprovados foi Vivaldi. Toque As Quatro Estações para o seu bebê e preste atenção nos movimentos que ele faz. Ele fica quietinho nos trechos mais lentos, de adagio, e se agita nos mais movimentados, de allegro? Talvez você tenha um pequeno maestro vindo por aí.

Além dos avanços na audição do bebê, os pulmões estão se desenvolvendo para se preparar para respirar. Ele continua engolindo líquido."
(tirado de http://brasil.babycenter.com/pregnancy/desenvolvimento-fetal/23-semanas/).

Calores

Sempre que entro num supermercado, restaurante, seja o que for, muito fechado e quente, é certo e sabido: começo a ficar com calores, começo a despir-me e fico toda vermelha na cara. Se ficar muito mais tempo começo a ficar a vista turva... O médico diz, a rir-se, que nunca viu uma grávida com afrontamentos... pois aqui estou eu!
Até ver é maior sintoma que tenho. Claro que os meus pés, com estes primeiros raios de sol, já começam a doer e as pernas a ficar cansadas. Mesmo a dormir. Já me custa a levantar de sofás e cadeiras e baixar-me para atar as sapatilhas é mentira... Tem-me servido o maridinho, que é bem lindo!

Criopreservação estaminal

Penso que estamos decididos. Já ouvimos e lemos várias posições e estamos inclinados para um dos lados: a criopreservação. O meu médico, cuja opinião me faltava ouvir, também é dessa opinião. Temos que tratar disso.

Enxoval

O quarto, como disse, está lindo, mas até ver foi a única coisa que fizemos para a pequena. Estamos à espera do enxoval que vem dos primos para ver o que será necessário comprar, ou o que já temos. Só depois começaremos a gastar dinheiro.
Entro nas lojas e apetece-me trazer tudo, mas tenho aguentado. Sábado vou tentar ir a casa dos tios com a minha mãe, para ver se trazemos a carrinha cheia... Estou ansiosa para encher aquelas gavetas e para organizar o enxoval da pequena.

O quarto está a ficar lindo....

O quarto da Ana João está a ficar cada vez mais lindo. Ontem, eu e o pai demos-lhe novos toques. Está cada vez melhor. Tenho a certeza que ela vai adorar!

Nausefe...a saga continua!

Na sexta-feira à noite acabou mais uma caixa de Nausefe. Não comprei mais. Estou desde então sem tomar. Até ver, tudo ok. Muita água fresca e uma peça de fruta de vez em quando para enganar. Vamos ver

Travar a comida

Desculpem a demora nas notícias, mas tenho estado com pouca vontade de vir à net.
Na sexta-feira, como disse, fui ao médico. Antes de mais nada disse-lhe estar preocupada com o meu apetite e pedi-lhe para ele ver se a bebé estava a sofrer com a minha boa boca.
De facto, a AJ tem tamanho acima do tempo dela e também peso. Porquê? Porque sai à família da mãe e tem uns tios grandes e, quanto ao peso, provavelmente pelo que a mãe (entenda-se eu) tem andado a comer. O médico disse para eu não me preocupar, mas aconselhou-me a fazer o que eu já sabia, mas não punha em prática: comer pouco de cada vez, coisas mais saudáveis (evitar pão, enchidos, comer pouco arroz e batatas e dar mais na fruta e nos iogurtes) e tentar não abusar.
A acrescentar a isto tudo, mandou-me pesar: aumentei 3 kg em cinco semanas (eu bem sabia que tinha que me preocupar), apesar de, quem olha para mim não perceber, porque não estou muito mais gorda (só na barriga e no peito).
O médico perguntou-me ainda o que me apetecia comer, ao que eu respondi: "TUDOOOOOOO"!. Disse-me então, para me animar, que era bom sinal e que o meu organismo estava a aceitar bem o meu bebé. Mas relembrou: comer menos e melhor...
Assim será, pelo menos enquanto me lembrar da tristeza que senti ao ver que as minhas atitudes se reflectiam na minha princesa...

Desde então substitui o pão do pequeno almoço e do lanche (e eu que nunca fui muito amante de pão) por muita frutinha, cereais, iogurtes magros e a receita que a Mimi me deu: iogurte, fruta e muesli, tudo numa só tigela... maravilhoso! Tenho tentado não repetir às refeições (o que ultimamente acontecia frequentemente) e os acompanhamentos têm sido substituídos por grelos e couvinhas (os verdes a que não enjoei nos meus tempos sem nausefe).

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Eu não como por duas, como por cinco

Minhas caras colegas grávidas, preciso urgentemente de saber: vocês estão com um apetite como nunca tiveram na vida? Eu acho que estou com um problema: eu só me apetece comer. A questão é que eu não estou nada mais gorda (tirando na barriga e no peito, claro).
Penso que a minha criança é muito esfomeada e eu ando a comer apenas para ela, porque para mim não me parece que venha grande coisa. Espero que a minha pequena não esteja a ganhar peso de mais... não há-de estar, mas tenho que perguntar ao médico.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

22 SEMANAS

Fazemos hoje 22 semanas. O tempo passa rápido de mais e o peso aumenta a cada dia destas semanas... Ai meu Deus, estamos cada vez mais próximos do dia D. Será que estamos preparados, pai????

Consulta adiada

A consulta que estava agendada para hoje, foi adiada para a próxima sexta-feira. O médico não pôde ir. Fica assim para sexta-feira, às 14h30.

Mimos atrás de mimos...



Obrigada Phipas, Pat e Sarita pelos mimos. Recebemos o mesmo miminho de três colegas de viagem. Só pode querer dizer que temos já, nesta blogosfera, muitas amigas .

Mas isto não é só receber mimos...há regras a cumprir. Aqui ficam:

- Exibir a imagem do selo "Olha Que Blog Maneiro"
- Postar o link do blog que nos premiou
- Indicar 10 blogs da nossa preferência
- Avisar os premiados
- Publicar as regras
- Conferir se os blogs indicados passaram o selo e as regras
- Enviar uma fotografia nossa ou de um(a) amigo(a) para olhaquemaneiro@gmail.com , juntamente com os 10 links dos blogs indicados para verificação;
caso os blogs tenham indicado o selo e as regras correctamente dentro de alguns dias você recebera uma caricatura em P&B.
- Só valerá se todas as regras acima forem seguidas.

Mas agora estou com uma dúvida: posso entregar mimos a quem me deu a mim? É que eu recebi de alguns dos blogues que acompanho diariamente. Bem, vou fazê-lo.

Agora, os 10 blogs que mais visito...

http://tixapenicheiro.blogspot.com/
http://irina-aminhagravidez.blogspot.com/
http://mamamaispapa.blogspot.com/
http://anossa1viagem.blogspot.com/
http://acegonhacorderosa.blogspot.com/
http://my_baby.blogs.sapo.pt/
http://aminhafeijoca.blogspot.com/
http://aquihabebe.blogspot.com/
http://mamaphipas.blogspot.com/
http://bebesilvajordao.blogspot.com/

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Fim-de-semana a três




Eu e o pai estivemos fora este fim-de-semana. Fomos gozar a prenda que nos ofereceram os amigos Margarida, Saulo, Patrícia, André, Joana, Idzard, Susana, António, Gentil e Beta no casamento. Fomos dois dias para a serra e o sol foi nosso amigo, ao brilhar muito no dia de ontem.
Infelizmente não pudemos fazer o que mais apetece ali: subir a serra, que estava tão linda. Já não tenho fôlego para tal e se as minhas costas já mal aguentam comigo, quanto mais comigo e com a AJ. Mas deu para descansar, namorar, passear, rir muito, comer ainda mais (o ar da serra abre o apetite,já se sabe), inspirar ar puro e beber um chazinho de ervas da serra maravilhoso. Deu ainda para o pai levar mais uns pontapés da AJ que, em ambiente tranquilo, se fez sentir ainda mais.

Ficam duas fotos minhas e da AJ durante este fim-de-semana: na primeira somos nós à varanda do nosso quarto de charme na Casa dos Matos, em Alvados (passo a publicidade), com a vista que nos acordou no sábado. Na segunda somos nós no topo da serra,na zona da Serra de Santo António (para onde subimos de carro). O pai fica no anonimato!

Obrigada aos amigos que nos proporcionaram estes dias.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Consulta

Segunda-feira, 9, pelas 15h30, temos consulta. Lá iremos, com uma lista de questões para colocar ao D.E.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

A hora

Há uma coisa que me preocupa: saber quando devo ir para a maternidade? Não sei se é normal, mas é algo que me apoquenta. Por isso mesmo, reproduzo aqui um texto que encontrei no site da revista "Pais e Fihos":

Será que está na hora?
Texto: Patrícia Lamúrias
30 Janeiro 2009

Ainda está por descobrir o que desencadeia o trabalho do parto, a razão por que um bebé decide deixar a barriga da mãe naquele momento e não noutro. Sabe-se que várias substâncias estão envolvidas no processo (estrogéneos, progesterona, ocitocina, prostaglandinas), mas o modo como se conjugam para actuar é um mistério.
As prostaglandinas têm especial interferência no nascimento do bebé, pois fazem o útero contrair-se. De tal forma que alguns médicos usam-nas na forma sintética para induzir o parto. Estas substâncias são produzidas pelo organismo, mas a sua presença é até mil vezes mais concentrada no esperma. É por isso que ter relações sexuais nos tempos finais da gravidez pode adiantar a hora do parto. Mas esta velha técnica para acelerar o nascimento só funciona se outros factores também estiverem reunidos. Quais? Não se sabe ao certo.

Conclusão: é impossível determinar se o bebé está prestes a conhecer este mundo ou se ainda há tempo para fazer mais um casaquinho. Através do toque (um procedimento, supostamente indolor, que consiste na introdução de dois dedos na vagina para sentir o colo do útero), o médico poderá perceber se já há alguma dilatação, mas não consegue determinar quantos dias faltam para o grande momento.

TRABALHO DE PARTO EM CASA

Por muita ansiedade que todo este suspense possa provocar, é importante manter a calma quando achar que chegou a hora. O ideal seria passar a maior parte do trabalho de parto em casa, de preferência acompanhada. O marido é imprescindível, mas a presença de uma mulher com experiência pode dar uma confiança extra. Se estiver a ser acompanhada por uma doula terá esse apoio certamente. Caso contrário, a mãe ou uma amiga que já tenha passado pelo mesmo pode ajudá-la a viver este momento com tranquilidade a possível, pelo menos.
Em casa, poderá estar mais à vontade, na posição que quiser, com a sua roupa, num ambiente escolhido por si (pouca luz e música que lhe agrade, por exemplo). Quanto mais cedo for para o hospital, mais cedo perderá tudo isso. Muitas vezes, quando se chega à maternidade com pouca dilatação, o trabalho de parto pode até abrandar devido às mil exigências médicas que distraem o corpo e a mente da mulher do essencial.
No entanto, se se sentir muito ansiosa ou insegura não vale a pena insistir: a maternidade é o caminho. Na dúvida, telefone ao seu médico. Se estiver a falar ao telefone com um especialista enquanto tem uma contracção, de certeza que ele lhe saberá dizer em que fase do trabalho de parto está.
Prepare-se para ir para a maternidade nos próximos dias se:
Sentir o instinto do ninho: uns dias antes do parto, muitas mulheres sentem uma energia fora do normal para arrumar a casa. É uma reacção instintiva da mãe que quer preparar o «ninho» para a chegada do filho.
Perder peso: em geral, o aumento do peso abranda no último mês de gravidez. Quando o parto está próximo, há mulheres que perdem até um quilo.
As contracções de Braxton Hicks se intensificarem: estas contracções podem ocorrer a partir das 20 semanas de gravidez. São uma espécie de aperto no útero, que faz a barriga ficar dura, e servem para preparar o corpo para as verdadeiras contracções.
Perder o rolhão mucoso: esta funciona como uma tampa que sela o útero. Quando o útero começa a dilatar-se, a «tampa» solta-se. Isto tanto pode acontecer uma ou duas semanas antes do parto, como durante o próprio parto.
Tiver diarreia: algumas grávidas têm diarreia pouco antes de iniciarem o trabalho de parto. É uma forma de o organismo se ‘limpar’ para o parto.
A Lua Cheia estiver próxima: não há provas científicas, mas há provas empíricas de que nascem mais bebés em noite de Lua Cheia. Muitas enfermeiras-parteiras assim o comprovam. E se a Lua tem influência nas marés e na agricultura, também é lógico que tenha nas hormonas femininas.
Prepare-se para ir para a maternidade nas próximas horas se:
A bolsa de águas se romper: depois de rebentarem as águas, o trabalho de parto pode demorar 24 ou 48 horas, outras vezes pode demorar menos. O melhor é ficar em contacto com o seu médico. Mas não fique à espera que a bolsa rompa, pois só em 15 por cento dos casos o rompimento acontece antes do início de trabalho de parto.
Sentir contracções fortes e regulares: contracções regulares, mais prolongadas e mais dolorosas indicam que o parto está próximo. Quando as contracções atingirem a frequência regular de cinco em cinco minutos é o sinal «oficial» de que deve ir para o hospital (se for o primeiro filho, para os restantes é de 10 em 10).