segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Cagaço (que não tem outro nome)

A noite de sábado foi das piores e das melhores da minha vida. Passo a explicar. Depois de um dia tranquilo com cheiro a Natal, em que quase não saí de casa a fazer bolos com os sobrinhos e a preparar o jantar com a mãe e família apanhei um grande susto. Eram 20h10 e a família do meu marido(:>) tinha acabado de chegar a casa da minha mãe, onde íamos jantar. Estávamos a experimentar o pão acabado de fazer na máquina recebida como prenda de casamento. Tinha tudo para ser uma noite agradável. Eu tinha acabado de ir à casa-de-banho e estava tudo ok, chego à sala e sinto algo estranho. Voltei à casa-de-banho, estava a sangrar. Não tinha dores. Gritei pela minha mãe, apareceu a minha cunhada. Deitou-me na cama enquanto me acalmava ao mesmo tempo que me preparava para tudo. Liguei ao meu obstetra, mandou-me às urgência do hospital de Abrantes (onde está a especialidade de obstetrícia no Centro Hospitalar do Médio Tejo). Num minuto eu,o pai e o meu irmão mais velho nos metemos no carro. Todos em pânico, todos sem o mostrar. Fui a viagem toda a pensar "Tem que estar tudo bem". Cheguei à urgência, não estava ninguém no guichet, falei com o segurança da porta, expliquei-lhe o que se passava. Mandou-me para o guichet, mas ainda bem que o fiz. Como tenho sido acompanhada pelo particular, ainda não fui ao centro de saúde e no cartão de utente nada diz que estou grávida. Valeu-me o segurança que, sabendo a história,me veio buscar e me passou à frente de toda a gente na triagem. Ainda não eram 21 horas.
Fui directamente para a obstetricia e rapidamente atendida. Já não sangrava e a ecografia sossegou-me: "Está tudo bem" disse o médico. Foi o descomprimir daquela última hora, chorei. Vi o coração do meu bebé (tão grande já) a bater e o médico disse que estava tudo bem com a placenta.
Quando saí liguei ao meu médico (que também é médico daquele hospital, mas não estava de serviço). Disse-me para ir ter com ele na sexta-feira. Eu já ia de qualquer forma. Tenho a consulta das 12 semanas marcadas para esse dia.
Não sei descrever o que senti naquela hora em que tudo esteve em causa. Ainda hoje não estou bem. Percebi que de um momento para o outro todo este sonho pode acabar. Mal posso esperar por sexta-feira. Preciso de ver o meu médico, preciso que ele me sossegue.

3 comentários:

Pat disse...

Bem...que susto! Ainda bem que tudo parece estar bem! Tens de tentar relaxar (eu sei que falar é fácil!!) para o teu bem e o do bébé!

susie disse...

Imagino o susto.
Mas como o médico disse que estava td bem, tens que acalmar e descansar, para teu bem e do teu filhote. Eu sei que falar é mt fácil, mas deve ter sido só um susto ou o acumular do cansaço e das emoções
Fica bem e beijinhos

Sofia, Pedro e Joana disse...

Olá querida mamã, imagino o teu susto...vamos ver o que diz o médico na sexta, vais ver que não será nada de mais.
Beijinhos gordinhos,Sofia,Pedro e Joana