domingo, 26 de outubro de 2008

Lindo



O chefinho deu-me este livro nos anos. A dedicatória remetia para a página 119 onde dizia:

"Gravidez
Não sei que nome dar à linha que vai crescendo dia a dia no teu corpo, como um horizonte convexo. É uma curva perfeita. Só sei isso. Uma curva perfeita. Abóboda celeste vista de fora"

Lindo!

Sem comentários: